Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Embora existam particularidades de género, nós homens, tendemos a ver mais o que une que o que separa. Inegável que o sexo com que nascemos nos marca alguns comportamentos, as hormonas outros, a educação outros tantos. Já não consigo é ouvir aquela generalização «as mulheres são todas iguais» ou a oposta. Existem mulheres guerreiras outras doces, inconformadas e comodistas, sensíveis e brutas que até dói. Como nos homens. O que nos define, além de traços de personalidade inatos e comuns a homens e mulheres, é o modo como fomos educados e os valores que partilhamos. O resto são tretas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

16 comentários

De Fernando Lopes a 23.05.2017 às 22:10

Uma das coisas que mais me dói é o modo como a palavra filosofia é aplicada. Já temos «filosofia do futebol» e «filosofia de empresa». Filosofia deixou de ser um sistema de pensamento que procura compreender e interpretar o mundo para se aplicar a coisas tão comezinhas como onze gajos aos pontapés à bola.


_______________________
Desculpa lá o desabafo, mas como ex-estudante de filosofia, precisava mesmo de o fazer.
 Image

De alexandra g. a 23.05.2017 às 22:48

não desvies para canto (é assim que se diz/faz? :)
______
o Sartre era tão fílósofo quanto tu/eu/out@s: somos todos.


A minha cereja/porcelana, aos 6 anos, perguntando-me: "o que é deus?".
Por exemplo... :D

De Fernando Lopes a 23.05.2017 às 23:55

Haverá questão mais filosófica?

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...