Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Foguetadas

por Fernando Lopes, 14 Ago 11


O Minho, e em particular o Alto Minho é em Agosto lugar de celebração de regressos, de boas-vindas aos filhos pródigos. Os emigrantes animam os locais de nascença, trazem novos hábitos, novos modos de ver, proporcionam uma animação temporária a lugares parados no tempo. Mas, e nestas coisas há sempre um mas, provocam celebrações indesejáveis, como o foguetório com que quem permanece na aldeia o ano inteiro os brinda. Por despropositado, ruidoso e potencialmente perigoso o fogo de artifício é das demonstrações de alegria que dispensaria com grande facilidade. Ver um fogo florestal  lavrar e o brilho dos foguetes a 3 ou 4 kms das chamas é assustador. Aproxima-nos de perigos desnecessários. Não conheço a legislação, mas mandaria o bom senso que para o bem comum, manifestações pirotécnicas de alegria fossem mínimas ou evitadas. Sob o risco de futuramente se celebrar perante um paisagem lunar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da minha varanda

por Fernando Lopes, 6 Mar 11


Da minha varanda, isto é o que o meu olhar alcança. O cão do lado está preso com uma corrente. Ouve-se um riacho. Às 21:00 de cada sábado, os meus vizinhos juntam-se no rancho. Bombos das 21:00 às 23:00. Depois cantares ao desafio. Agora 1:20 é hora de show de acordeão e concertina. É por isso que adoro os minhotos. Nunca perdem o sentido de festa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

Na boca do povo

subscrever feeds