Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Imunidade.

por Fernando Lopes, 5 Jun 13

Vem este vosso humilde servo, montado no seu cavalo de chapa, subindo a Avenida da Boavista em direcção à rotunda. Pisca da esquerda, desvio para a Rua 15 de Novembro. No meio há um semáforo em que aguardamos a paragem do tráfego no sentido descendente. Medo! Um velhinho resolve marimbar-se para as passadeiras, e com um muleta numa mão e um saco de plástico na outra, arrisca a vida. Agarro-me aos travões, faço um ligeiro desvio para a direita e passo uma secante ao geronte. Páro para respirar, verifico pelos espelhos se o artista circense permaneceu incólume. Lá vai, manco, a maximizar o perigo passando a movimentada artéria fora de qualquer passadeira e na diagonal. Ainda não entendi se estes seniores dão finalmente azo à veia acrobata adormecida durante décadas, se pensam que a idade dá imunidade ao atropelamento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

Na boca do povo