Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diálogo imaginário entre Schäuble e Merkel.

por Fernando Lopes, 22 Jun 15

DrStrangelove-Schuble001.jpg

 

- Victórrrria, her Schäuble, os grrregos estão a cederrr em toda a linha.

- Einen moment, ainda não os temos a rastejarrrr perrrrante a superrrioridade gerrrmânica, frau Merkel.

- Mas, Schäublezinho, os pobrezzzinhos já estão até ao osso.

- Ninguém os mandou viverrrr acima das possibilidades.

- Reparrra que eles endividarrram-se parrra comprrrar submarrrinos e carrrrros alemães.

- Stopp!  Não digas mal da glorrriosa indústrrrria alemã! Querrres que te atrrropele com a minha cadeirrrra.

- Já que falas nisso podias trocar essa por uma Maybach. Fiquei impressionada como o slogan «Um Maybach é como um deus alemão, até dá gás aos paralíticos».

- Pois, mas já sabes que sou frugal. Além disso contrrratei um engenheirrro português que sai infinitamente mais barrato que uma cadeirrra topo de gama.

- Estás a insinuarr que usas a misérria dos outrosss em teu benefício?

- Nunca! Já te falei na mulher-a-dias grega que contratei? Belíssima e de uma eficiência a toda a prova. Boa demais parra os morcões dos gregos. E doutorrada em Finanças, o que me dá um jeitaço no Excel e nos relatórrios.

- Começo a sentirr-me culpada.

- Está calada que a seguir ainda temos portugueses, espanhóis e italianos parrra esfolarrr.

- E depois a quem vendemos as nossas coisas?

- Fazemos o mesmo com os chineses e dentrro de 30 anos o IV Reich estarrrá mais vivo que nunca. Ahahahahaha (gargalhada sinistra).

Autoria e outros dados (tags, etc)

We’re not yet occupied.

por Fernando Lopes, 27 Mai 15

Tirei um dia de férias para tratar de burocracias. Na baixa, um alemão dirige-se-me na sua língua nativa. Provavelmente um lapso, já que tal nunca me tinha acontecido. Apesar de tudo não resisti.

 

- We’re not yet occupied, speak to me in a language of people, such as english, french, spanish or italian.

 

Perante a estupefacção do homem fui à minha vida, às tantas deixando-o a desejar ardentemente o regresso do III Reich.

Autoria e outros dados (tags, etc)

da arrogância germânica

por Fernando Lopes, 5 Mai 12

Agora que a vitória de Hollande é mais do que uma probabilidade, os recados alemães multiplicam-se. Depois de Merkel, Wolfgang Schaeuble comete o pecado capital de ingerência nos assuntos internos de um país soberano. “Sempre disse que todos os governantes eleitos têm de poder ‘salvar a face’, por isso vamos discutir isto de forma amigável, mas não vamos mudar os nossos princípios." Quero crer que Schaeuble não representa o sentimento generalizado do povo alemão. Parece no entanto que a ambição imperial está impressa no código genético dos teutões. Tal como acontece na Grécia, a manter-se esta atitude dos governantes, não tardará a gerar-se pela Europa uma forte germanofobia. Se é que não está já instalada ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...