Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E que tal pôr um catalisador nas vacas?

por Fernando Lopes, 22 Nov 13

Nos nossos automóveis pagamos impostos por tudo, inclusive pela emissão de CO2. Tudo parece lógico, o princípio propalado do poluidor/pagador. Sei no entanto que não passa de uma verdade parcial, pois a indústria ou produção animal emitem muito mais poluentes sem que sejam penalizados na mesma medida que o automobilista. As vacas originam através de arrotos e bufas, até 500 litros de metano/dia, metano esse que contribui vinte e três (23) vezes mais para o aquecimento global que o dióxido de carbono. A poluição causada pela criação de gado tem uma quota de 18% do total, enquanto os transportes não ultrapassam os 13%. No mundo ocidental consumimos demasiada proteína de origem animal, os países em desenvolvimento seguem os nossos hábitos alimentares a todo o vapor. Mesmo se inventarem todos os carros eléctricos do mundo, enquanto não colocarem um catalisador nas vacas ou deixarmos de consumir tanta carne tudo permanecerá na mesma. Podemos até mudar para a alimentação vegetariana, mas seremos nós os emissores de metano. Eu que o diga, comi uma vez almôndegas de lentilhas e durante dois dias devo ter produzido tanto gás como uma vaca argentina. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E se um feijão falasse?

por Fernando Lopes, 14 Nov 13


Não sei como aqui cheguei, mas achei a ideia genial e acima de tudo ternurenta. E se pudéssemos oferecer um feijão que ao germinar se transformasse numa mensagem? Podem saber mais no facebook. O meu Wish a Bean para quem por aqui passa diria: obrigado e um abraço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já não há campainhas de porta.

por Fernando Lopes, 4 Out 13

A casa da minha cunhada é modernaça, com lounge, sofás e wi-fi. Tudo normal, é o que se usa agora. O que chateia é o facto de terem exterminado as campainhas. Chegado à porta tenho um teclado. Introduzo o número do apartamento: 225. Uma voz responde:

- Apartamento 225. Para chamar pressione enter.

- Dasss, campainhas com enter?

- A chamar apartamento 225.

- Mas eu perguntei-te alguma coisa, ó espírito das campainhas?

- Trim, Trim.

- Somos nós, Joana.

- A abrir a porta.

- Que caralho porra, este gajo não se cala?

Abre a porta.

Questão que me assola: inventaram esta merda para acabar com a antiga traquinice da minha infância, tocar à campainha e fugir?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Óscar

por Fernando Lopes, 11 Abr 12

 

Temos um novo habitante cá em casa. É um peixinho dourado, da espécie oranda. Enquanto estamos a adaptar-nos ao novo inquilino, googlei oranda para saber mais sobre os cuidados e origem do nosso amigo, Óscar de seu nome. As relações de cumplicidade e confiança que se estabelecem entre humanos e animais nunca deixam de me surpreender. Descobri no youtube, que os oranda são peixes que, em alguns casos, gostam do contacto físico. Não sei se alguma vez conseguiremos fazer festas ao Óscar, mas deliciem-se com este momento. Se isto não dá vontade de iniciar uma dieta vegetariana, vou ali e já venho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

Na boca do povo