Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rivalidade no feminino.

por Fernando Lopes, 19 Jan 14

Duas mulheres que não se conhecem mas se odeiam. O leitmotiv, um homem, sempre um homem, talvez algo mais. Não trocam uma palavra, e no entanto está lá uma aversão ancestral, epidérmica. Conseguem manter estes ódios de estimação durante uma eternidade. Cumprimentam-se com um esgar de nojo para logo se afastarem. Não entendo a mente feminina, qualquer homem ignoraria o antagonista. Elas não, ficam ali, a cultivar raiva surda, a fulminarem-se com os olhos, para todo o sempre. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

7 comentários

De O Abominável Careca a 20.01.2014 às 19:30

Este post com toda a certeza que vai passar despercebido a uma imensa minoria de gente, no entanto é um facto que o ser feminino tem uma forma peculiar de demonstrar o seu desprezo e indiferença! Por vezes até se assemelham a cães de raça perigosa quando se encontram. Não rosnam mas o seu olhar é quase letal!
Por norma nós homens nem sequer nos damos a este trabalho de surdina, simplesmente ignoramos quem nos é indiferente e chega!!!
PS-Pessoalmente pensei que nem te tinhas apercebido, mas pelos vistos enganei-me uma vez mais...

De Fernando Lopes a 20.01.2014 às 20:14

Estou sempre atento, às vezes faço-me de distraído.

De golimix a 20.01.2014 às 19:43

Não pude deixar de sorrir com o comentário anterior!

Acho que têm toda a razão na vossa breve análise. As mulheres são exímias nestes ataques surdos. Cumprimentam-se cortezmente, comentam o cabelo, a roupa ao mesmo tempo que fulminam com o olhar que quer dizer "não passes do risco que eu estraçalho-te!!"

Se eu faço isso?

Por norma nota-se à légua quando não gosto de alguém e evito contacto social com essa pessoa. Mas como qualquer mulher que se preze, também sei jogar esse jogo ;)

De Fernando Lopes a 20.01.2014 às 20:17

Isso é razoavelmente honesto. Gosto mesmo é daquelas mulheres que mimoseiam, «ah que roupa tão gira», «que corte de cabelo fantástico», e quando a outra vira costas, não resistem:
- Já viste como está gorda?

De golimix a 21.01.2014 às 07:31


Ou ainda,
"dizem que o marido dela faz isto e aquilo"
Ou ainda,
"não gosto nada desta gaja!"

Também ouço destas coisas e mais ainda por estou no meio. É impossível não revirar os olhos. Em bem os seguro mas eles reviram sozinhos

De Gaffe a 28.01.2014 às 14:32

Não é "para todo sempre". É apenas enquanto o passado for eterno.

De Fernando Lopes a 28.01.2014 às 19:25

A eternidade é mesmo muito tempo. :)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...