Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O fracasso da química.

por Fernando Lopes, 21 Jun 15

Os milagres da química já não surtem efeito. Há anos que tomo logo pela manhã Cipralex, uma qualquer droga que me devia afastar do estado depressivo. Antes de deitar, entre uma catrefada de pastilhas, engulo um Victan, outra treta que é suposto moderar a ansiedade. Nenhuma das drogas resulta. Analisando friamente a coisa, é provável que tenham adormecido uma tendência suicida, um estado catatónico de depressão profunda de que ocasionalmente padeço. Chego à triste conclusão que surtem apenas efeito no meu comportamento relativamente aos outros. Alguns chegam a achar-me um tipo normal, até bem-disposto. Na verdade sou dois eus, o que desejaria derreter no esquecimento, e o que estupidamente se agarra à vida, aos amigos, família, prole. Acabei de acordar de um sono longo de treze horas e o que mais desejava era retomá-lo para a eternidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

22 comentários

De Anónimo a 22.06.2015 às 14:49

Toda a minha vida lidei de perto com o estado depressivo da Maria Fernanda e bem sei o que isso afecta o corpo e a alma, bem como a todos os que estão próximos, com os picos de excitação para depois cair num buraco fundo, pelo que só te posso dizer é que lamento que tenhas que passar por tal e mandar-te um grande abraço.
MM

De Fernando Lopes a 22.06.2015 às 18:55

Abraço aceite com agrado, e retribuído. 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...