Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O facebook é só para gente feliz.

por Fernando Lopes, 4 Fev 17

Sou de poucas publicações no facebook, não gosto de gente que, apatetadamente, está sempre feliz. Muitos de nós – para não dizer todos – levamos grandes chapadas da vida, mas essas nunca aparecem nesta rede social. Ora eu não gosto nada de faz-de-conta, de vender ou me iludir com algo que não existe. Já mais que uma vez fui chamado à atenção – curiosamente, apenas por raparigas – para não lhes perguntar como ia a vida nesta rede social. Uma em burnout, a trabalhar doze horas por dia, disse-me que o facebook não é para nada sério. Outra, com problemas pessoais e profissionais, quis desabafar através do messenger. Para o resto do mundo estava tudo bem. Não quero fazer parte de uma rede onde as pessoas não são mais que reflexo único da sua complexidade. Onde angústias e problemas são proibidos. Já entendi, e desculpem. Não temos problemas, nunca nos zangamos, estamos cheios de massa, somos lindos até quando acordamos. Que se foda o facebook.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

19 comentários

De Alice Alfazema a 04.02.2017 às 17:45

Ainda hoje falei com o meu filho que ia acabar com a página do blogue no facebook, aquilo não me acrescenta nada, criei-o para ser mais fácil para os outros visitarem-me, mas no fundo isso não acontece. 


Daí também criei uma página pessoal, que tem meses.  Acho fantástico que quase  todos sejam tratados por príncipes e princesas e que sejam todos lindos, e giros, e blá...blá... quando sei que na realidade aquilo que se passa é tão distante daquela que querem passar. Depois são os recados encapuçados duns para outros, aquilo é realmente deprimente, pelo menos para mim.
  



À velocidade com que se dá a informação, aquilo poderia ser uma forma fantástica de enriquecer conhecimentos, mas parece que é o contrário.  


Que se foda o facebook.

De Fernando Lopes a 04.02.2017 às 19:29

A página de facebook é uma facilidade para certas pessoas que têm dificuldade em lidar com outros suportes como os blogues. O facto de sermos todos belos, felizes e endinheirados, é um reflexo da sociedade de hoje, onde as pessoas procuram fugir do mundo duro lá fora criando um universo paralelo onde tudo corre bem. Nem que seja a fingir uns para os outros. 

De Alice Alfazema a 04.02.2017 às 21:01

Sim, tens razão a página é mais fácil para quem não sabe como introduzir endereços, e sim somos o reflexo da sociedade em que vivemos, o que tenho dificuldade em compreender é o porquê desses fingimentos quando na realidade nos conhecemos  no mundo real. É certo que existem pessoas com imensos amigos virtuais, e que os conquistam precisamente pela visão de que tudo é fácil.

De Anónimo a 04.02.2017 às 22:48

O facebook para muitos é realmente uma verdade virtual da vida que não têm, uma exposição de um mundo no qual é tudo perfeito e feliz. Mas também tem um lado bom. Graças a ele encontras pessoas que pensavas perdidas para sempre. 
Mm

De Fernando Lopes a 05.02.2017 às 03:26

Verdade. Aproxima amigos e famílias distantes, permite que pais e filhos, irmãos separados, amigos e amantes, se reencontrem. Não sou contra o facebook, parece-me apenas uma ferramenta com muito mais potencial que o que é, efectivamente, usado. Como tudo, depende de quem e como o utiliza. 

De Lucília a 04.02.2017 às 22:54

Que se refoda o facebook!

De Fernando Lopes a 05.02.2017 às 03:27

Reparo com alegria que o verbo «refoder» já faz parte do léxico do purgatório. 

De lucilia a 05.02.2017 às 13:57

Desde a escola primária que não me dava tanto prazer  aprender uma palavra nova. Uso-a escrita e oralmente.

De Fernando Lopes a 05.02.2017 às 14:47

Fico feliz por, involuntariamente, ter criado essa expressão libertadora.

De Anónimo a 05.02.2017 às 13:13

Eu sou mais versos Alexandrinos.
Filipe a tiritar de frio enquanto espera a quentura do seu amor.

De Fernando Lopes a 05.02.2017 às 14:46

Sei bem que «romantismo» é o teu nome do meio, seu gajo fora de moda.
Image

De lucilia a 06.02.2017 às 17:15

Reconheçamos! -o anónimo tem piada!

De Anónimo a 05.02.2017 às 19:38

Por essas e por outras é que nunca me filiei:)
~CC~

De Fernando Lopes a 05.02.2017 às 19:46

Não sei avaliar se fez bem ou mal. O que me confunde é que alguns conhecidos já me disseram: 
- Então não vens à festa?
- Qual festa?
- Convidei-te pelo facebook.
- Ora porra, gosto de ser convidado à maneira antiga, com um telefonema ou SMS, pode ser? :)

De Pseudo a 05.02.2017 às 20:37

Sou avessa ao dito cujo, apesar de lá ter conta e partilhar umas 3 ou 4 publicações por ano.
Sou tão "antiga" como tu, há coisas que prefiro que sejam à moda antiga e essa dos convites é uma delas. A outra é receber parabéns via dito cujo, inclusive de pessoas que me são "caras". Acho que fica tão mal. Nada como ouvir a voz de alguém nesse dia. :) E nos outros também!

De Fernando Lopes a 05.02.2017 às 21:21

Ainda somos muito analógicos para este mundo digital. ;)

De lucilia a 06.02.2017 às 17:16

"Estemos" belhos, carago!?

De lucilia a 06.02.2017 às 17:21

...mas eu tenho -o que me enerva é a dinâmica da coisa para algumas criaturas, ai e as fotos, as fotos a eles próprios, que infelicidade! -ninguém lhes tira fotos???

De Fernando Lopes a 06.02.2017 às 19:03

Não estamos velhos, fomos educados sem este culto do «eu». As selfies mais não são que o espelho do onanismo vigente. 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

  • Henedina

    Bom ano Fernando. Beijinho

  • Alice Alfazema

    Olá Fernando!Passei para te desejar um Feliz Natal...