Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O cabo Almeida.

por Fernando Lopes, 2 Out 14

Nos idos de Março, o cabo Almeida fez furor por ter dado um show de strip-tease com a arma de serviço. Exibiu o militar, além do material de peleja, depilado rabinho e vistosos abdominais, para gáudio da raparigada. Nada me move contra cabos da GNR ou espectáculos eróticos. Com as remunerações que todos auferimos não me surpreende que o jovem se sentisse tentado a reforçar o modesto pecúlio.

 

Leio agora que, além de jeitoso, o cabo é também trabalhador, pois naquele 8 de Março actuou quatro vezes, performance digna de registo. Querem julgá-lo por «comércio ilícito de material de guerra». Parece-me mal. Primeiramente porque não creio que tivesse intenção de comerciar a Glock, em seguida porque as espectadoras estariam interessadas em outros produtos e serviços que não uma pistola. A não ser que nos estivéssemos a referir à «espingarda de carne», horrorosa metáfora, ao que sei de Lídia Jorge, para pénis. Quem se refere a um pénis como «espingarda» concentra-se demasiado no que é exibido e não no que se faz com ele, além de demonstrar uma visão bélica do acto sexual, que, de todo, não partilho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

11 comentários

De O Abominável Careca a 02.10.2014 às 21:48

Pessoalmente o facto mais surreal de toda esta fantochada prende-se com facto do referido militar ter executado a "performance" com a arma de serviço! Esse é que pelos vistos quer para as autoridades policiais quer para o ministério público é razão de sobra para sanções acessórias pelos actos cometidos!
E para quando "trabalhadores parlamentares" em pelota?!
Parece que já vejo sucesso de tais prestações num qualquer clube perto de si!!!

De Fernando Lopes a 02.10.2014 às 22:08

As instituições de cariz militar têm de ser geridas com enorme discrição. Julgar o cabo por este motivo é um enorme erro de comunicação, já que soa a «se não o conseguimos apanhar de uma forma, apanhamos de outra.»
Strip-tease na Assembleia da República, nem fiscal. Passos dixit

De bloga-mos a 03.10.2014 às 11:56

Visto por outro prisma: o homem tem tanto apego à profissão principal que nem no part-time larga a arma de serviço. Eu condecorava-o... 

De Fernando Lopes a 03.10.2014 às 12:53

Bem visto. Proponhamos pois ao Cavaco a medalha de mérito da "Ordem do Fio Dental".

De bloga-mos a 03.10.2014 às 13:29

Cerimónia que deverá decorrer numa casa de alterne manhosa na zona da Sé.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...