Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não-Pessoas.

por Fernando Lopes, 31 Mai 15

Considero-me uma pessoa de pessoas; gosto de pessoas de um modo geral, algumas estabeleceram poiso seguro no meu peito. No entanto, nestes últimos dias, não quero ver ou falar com ninguém. Porque as não-pessoas, uns seres humanos repelentes, sem dignidade, carácter, sabedoria que se veja, encontro-os em todo o lado. Cheiram a enxofre, têm um maquiavelismo tão diminuto como a sua estatura humana. Sussurram em vez de falar, alimentam-se da pequena intriga, parecem sabujo feliz com o fétido do ar.

 

Impregnam tudo e fazem-me esconder repugnado. Pensei consultar um psicólogo, vidente ou bruxo, que me dessem químico ou unguento para afastar esta peste, capaz de manter os meus níveis de desprezo tão altos como sempre.

 

Amanhã é um novo dia, tempo de sair da toca, voltar a vestir a armadura, caminhar direito, embeber-me em repelente e ignorar as não-pessoas. Sei que estarás por aí, a acolher-me no teu abraço invisível de terna amante, me passarás os dedos etéreos pelo cabelo, me sussurrarás, shhhh. E tudo estará bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

19 comentários

De Henedina a 31.05.2015 às 23:34

Fernando cada vez gosto mais de si. :)
Post like I feel.

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 00:44

Conscientemente ou não, esse é o maior elogio que me pode dar. Escrevo porque necessito de ser «gostado». 

De .. a 01.06.2015 às 01:55

"A minha diminuta estatura" de (anã) e  todos os outros tremendos defeitos que tenho, (mas nunca falam para mim, pois não... Eu sou uma doente mental, também) aliás eu sou tudo e tenho de calar-me, porque eu é que estou errada, farão de mim muito mais digna e ENORME que a maior parte dos "altos" ou "grandes" que se afogam em dissimulação, congeminação e necessitam que lhes puxem lustro ao ego, para lá de viverem de máscaras afiveladas e serem totalmente avessos à VERDADE! Essa sim, funciona, para eles como acido de que fogem com medo de ficarem desfigurados na fotografia que difundem. No topo da "cadeia alimentar" gostam de mastigar/trucidar/desfazer e cuspir os que estão na base, ou serão menos "privilegiados." Impõem a supremacia e  dão as cartas até um dia! Por vez a queda apanha-os de surpresa, o que não preocupa os outros diminutos que vivem sempre rente ao chão, sem grandes ambições de "reinar" mas lá está... Será por inveja, não é? Há sempre uma explicação lógica à medida!  

Seja: Não vejo por que continuar a seguir-me, não acha Fernando! Peço-lhe portanto que me RETIRE dos blogues que segue. Livro-o assim do meu ar fétido, que não quero impor, mas será sempre preferível e mais suportável que a cegueira e a parcialidade crónica. À falta de memória de quem um dia me disse que tudo isto (sapo) era um grande "meio" em que alguns até não escreviam por tempo mas os contadores contavam sempre visitas. DE quem já manifestou a outros como tudo isto funcionava e não era do seu agrado. Enfim! Lamento as pessoas-sim que se esquecem ou contradizem.  Deixam manipular e passam a fazer parte do sistema! As que raramente ou nunca mostram a cara e o anonimato é a sua praia! Podia tê-lo dito por email e assim ninguém via, mas eu assumo o que digo e escrevo. E sinceramente espero não o ter ofendido não era a intenção, porque lhe desejo de facto, tudo de bom para si e os seus hoje e sempre!

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 08:13

Sigo porque quero, e não me estava a referir a ninguém em especial mas a uma série de «gentinha» com que sou obrigado a relacionar-me. Não compreendo o que refere, sempre a tratei bem, com educação e cortesia. Nunca de mim leu nada de impróprio ou que a visasse. Vou achar que se trata de uma irritação temporária e relevar. 

De bloga-mos a 01.06.2015 às 07:33

Parece que o verniz anda estalado para algumas bandas, Nando. Caga nisso...

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 08:14

Não por estas, meu. Já vesti a armadura e vou à minha vida, isto é, trabalhar.


Abraço.

De Genny a 01.06.2015 às 10:42

Bom dia, Fernando! Image
Isto virou praga? É que já li hoje vários posts e o assunto é só sobre pessoas ressabiadas e insultos para aqui e acolá!!
 Image daduzzzzzzz 

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 18:57

Não estou a insultar ninguém, apenas a tipificar uma não-pessoa. Os meus posts nunca são dirigidos a ninguém em particular, aliás os blogs são um passatempo criativo, sem importância nenhuma. End of story.

De Genny a 01.06.2015 às 22:59

Eu também entendi que não estavas a insultar ninguém no teu post; espero não ter deixado essa impressão com o meu comentário.
Tudo de bom!

De Fernando Lopes a 02.06.2015 às 00:06

Sem stress, Genny.
Image

De Alice Alfazema a 01.06.2015 às 11:56

Image

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 18:58

Image

De golimix a 01.06.2015 às 16:28

Cruz credo!!!! Image

Será preciso eu bater na madeira?

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 18:59

Desde que não me batas.... :)

De golimix a 01.06.2015 às 19:43

Image Desse mal estás livre 

De Ana A. a 01.06.2015 às 17:22

Fernando, não reconheço o Purgatório! Até já cheira a enxofre?!
Vá lá, pense positivo porque os pensamentos negativos atraem e reproduzem as más energias!  :)
Abraço

De Fernando Lopes a 01.06.2015 às 19:02

Ana, minha querida, Ana:
Houve uma interpretação pessoal de uma coisa que escrevi de um modo geral. A Fátima sentiu que eu me estava a dirigir a ela, o que é completamente errado. Daí esta onda estranha, que como apareceu, desaparecerá.


Abraço.

De Sandra a 03.06.2015 às 14:14

Gosto de ler o que escreve. Eu não encontrava um termo para me referir a alguns seres humanos, mas exprimiu exactamente o que eu não conseguia: não-pessoas! Obrigado Fernando!

De Fernando Lopes a 03.06.2015 às 15:05

É a mim que compete o agradecimento, Sandra.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...