Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Falso, qual quê?

por Fernando Lopes, 25 Mar 15

Anda esta taberna com escassa vontade de tratar temas sérios, o dia-a-dia já é pesado e tristonho quanto baste. Regressam à memória episódios pitorescos que por razão nenhuma me apetece partilhar.

 

Na lua-de-mel, há quase vinte e três anos, fui parar ao Brasil. Andei pelos locais turísticos, passeei brevemente por uma favela, banhei-me em Angra e Búzios, fui à feira nos subúrbios, um local ermo que se chamava Duque de Caxias. 

 

Numa das múltiplas feiras um vendedor aliciava os clientes com roupa de uma única marca de prestígio.

 

- Quanto custam essas t-shirts e camisas?

 

- O vendedor deu um preço que andaria à volta dos dez dólares a peça.

 

- E achas que vou pagar dez dólares por roupa falsificada?

 

- Fausificada, quau quê? Ais péça foi róbada onte à noite de um caminhão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

17 comentários

De golimix a 25.03.2015 às 20:34

Image

E podes lá castigar quem diz a verdade?

De Fernando Lopes a 25.03.2015 às 20:48

Nope. Um vendedor que tem a sinceridade como argumento comercial merece todo o meu respeito. 
Image

De redonda a 25.03.2015 às 20:44

Então, já valia os 10 dólares :)

De Fernando Lopes a 25.03.2015 às 20:50

T-shirt e camisa duraram mais de uma década sem encolher ou estragar. 99% de probabilidades de o vendedor ter dito a verdade. 

De Pseudo a 25.03.2015 às 20:57

Pelas razões inicialmente enunciadas é que o meu tasco nunca há-de ser popular e ter muitos visitantes e essas coisas todas de bloggers "in". E é tão bom ser assim...

Quanto a essas historietas, tb já recordei muitas. E outras andam aqui a pulular, à espera do dia certo para virem a público.

Tinha um anónimo que, após 3 historietas de família, cansou-see fez questão de me dizer que, a continuar assim, iria afugentar a clientela. Ele, de facto, deixou de me visitar.
Temos pena. :)

De Fernando Lopes a 25.03.2015 às 21:31

Quem é que ser popular? Tou-bem a cagar para isso. Simplesmente o blogue tornou-se num espaço de liberdade, da minha liberdade. Faço disto uma espécie de caderno de notas, em que vale tudo, sem tema ou rumo. Como a merda - e a comparação não é inocente - esta tasca acontece.

De Pseudo a 25.03.2015 às 22:25

Assino por baixo. :)

De Fernando Lopes a 25.03.2015 às 22:51

Ainda vais acabar a beber cervejolas e libertar vernáculo comigo e o bloga-mos. :)

De Pseudo a 25.03.2015 às 22:54

Acredito em tudo, mas....e há sempre um mas....cervejola, só Super Bock green, que descobri o ano passado.
De qq modo, eu e o Mano já vernaculamos, virtualmente escrevendo, há alguns anitos. Contigo é que nunca aconteceu.
Eu mando-o à merdinha enquanto o diabo esfrega um olho, ele é que é mais delicado comigo. Mas é bom mecinho. :)

De Alice Alfazema a 25.03.2015 às 21:20

Image

De Fernando Lopes a 25.03.2015 às 21:36

Abraço apertado. Big Fernando is watching you.

De Genny a 26.03.2015 às 09:09

Image sinceridade acima de tudo! 

De Fernando Lopes a 26.03.2015 às 12:01

Quem diz a verdade não merece castigo.;)

De pimentaeouro a 26.03.2015 às 20:11

Vender coisas roubadas é muito velho, confessá-lo é raro. Merece os dez dólares.

De Fernando Lopes a 26.03.2015 às 22:03

Foi tão sinceramente desarmante que mereceu cada cêntimo.

De BataeBatom a 01.04.2015 às 02:52

Image recentemente, um vendedor também foi sincero comigo. Perguntei se já não tinha um determinado chocolate e respondeu-me "Ahh, isso é muita bom, não é? Comi os dois últimos há bocado!"
Haja sinceridade no negócio! :P

De Fernando Lopes a 01.04.2015 às 18:56

Felizmente vão existindo nichos deste tipo no comércio tradicional, por exemplo.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...