Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Este fim de ano passei-o assim.

por Fernando Lopes, 3 Jan 17

testemunho.jpg

 

Todos os meus amigos sabem que adoro crianças, talvez porque, teimosamente, insisto em permanecer infantil. Consigo-o sem grande esforço e de modo tão natural que parece que da meninice nunca saí. Este fim-de-ano, quando soaram as doze badaladas, estava com este bebé ao colo. Tem a foto algo de simbólico, o velho e o novo, o presente/passado e o futuro. Não é uma passagem de testemunho, mas um instante em que diferentes gerações se cruzam. Neste bebé um mundo infinito de possibilidades, no maduro, mais de cinco décadas de experiência acumulada. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

17 comentários

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 18:27

Somos dois. Já pensou que os nossos filhos não vão precisar de se preocupar com habitação? São herdeiros da casa dos pais e dos avós, muitos deles terão mais casas que capacidade de as habitar a não ser que tenham o dom da ubiquidade. Ocorreu-se-me isto outro dia, não sei bem porquê. :)

De Sandra F. a 09.01.2017 às 16:55

Já tinha pensado nisso e comentado lá por casa. O marido resmungou que lá estava eu a prever o futuro!! Não é previsão, se existe só um herdeiro, fica com mais casas do que precisaria...

De Fernando Lopes a 09.01.2017 às 22:31

Vamos todos ser pais de senhorios, faltam os inquilinos.
Image

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...