Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E agora para algo sério.

por Fernando Lopes, 18 Mai 16

Um leitor aqui da taberna deu-se ao trabalho de me agradecer por não ser homofóbico. É grave, no sentido em que ninguém se devia sentir agradecido por ser respeitado. É civismo básico. Não sou um defensor dos direitos gay – nem de porra nenhuma – porque não me parece que ser homossexual seja uma escolha, nem atribuo a uma preferência sexual direitos ou deveres diferentes dos demais. Nasce-se assim e pronto. Somos como somos e os outros devem respeitar-nos pela integridade, carácter, não pelo sexo da pessoa com quem dormimos. Provavelmente serei bizarro, mas a minha masculinidade, a paixão por mulheres que sempre fez parte de mim não precisa de ser comprovada por outros machos. É assim, como podia não ser. Não vou na conversa de «eu também tenho amigos homossexuais» como se tal fosse sinal de tolerância ou modernidade. Tenho amigos que são excelentes pessoas, a sua vida íntima é-me irrelevante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

20 comentários

De Gaffe a 18.05.2016 às 21:42

E o odioso "os gays são os nossos melhores amigos"?

De Fernando Lopes a 18.05.2016 às 21:49

«Sobram as gajas que eles não comem». Curiosamente esses nunca têm sorte com as mulheres. :)

De Gaffe a 18.05.2016 às 22:05

É impossível. Normalmente as mulheres olham de imediato para as suas ... limitações ou para os seus compensatórios e exibicionistas carros grandes.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...