Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Camelas.

por Fernando Lopes, 6 Out 16

Eu_e_os_camelos.jpgWe'll always have Paris.

 

Nos dias que passam é importante manter uma boa relação com a abundante cáfila que por aí pulula. Quando andei de camelo pela primeira vez, já lá vão quase duas décadas, foi na Tunísia, em Douz. Os animais eram maltratados, sempre a levar chibatada. Não gostei, mandei o cameleiro afastar-se. Montava – será que é assim que se diz – uma jovem fêmea. Enchia-a de festa e ela blaterava de contentamento, nunca teria sabido antes o que eram carinhos. Esta também fêmea, também muito jovem, europeia, era tratada com cuidado. Também com ela estabeleci relação de afecto. O meu lado paternal também encontra receptividade nas camelas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

19 comentários

De Carlos A. de Carvalho a 06.10.2016 às 16:23

Gosto e sempre gostei de quem trata os animais com respeito e carinho . Não precisam ter mais nada , "só" isso já me basta . Se existir céu , o teu lugar está reservado .

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 16:44

Nós, gente da cidade, tendemos a ver os animais de forma mais romântica. Basta ir ao campo e os bichos apenas valem pela sua função. Os meus vizinhos da aldeia tinham uma porca que se dava pelo nome, parecia um cão. Não foi isso que a salvou.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...