Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cágado de pernas para ao ar.

por Fernando Lopes, 1 Fev 14

O amor, como a vida, nunca é perfeito. Às vezes, demasiadas vezes, foge aos melhores. Nunca se entende bem o porquê, será o que pomposamente designam por «mistério das relações». Fosses tu desbragado, mulherengo e putanheiro, terias quem sabe, mais sorte neste jogo de resultado imprevisível. Não interessa se se perde, mas o empenho com que se luta. Hoje, desorientado, a ver o mundo ao contrário, como um cágado de pernas para o ar. Amanhã, volta dada, a caminhar lentamente no sentido certo. Homem que é homem, dos duros – e eu sei que és – nunca desiste de amar. Precisa de tempo para dar a volta, e lentamente, recomeçar a caminhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

15 comentários

De henedina a 03.02.2014 às 21:43

É deve ser isso golimix. Não sei amar.
(e até acho muita graça que amar seja estar com algum sucedaneo do que sonhamos apenas por causa da solidão, NEVER)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...