Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Apenas um pouco só.

por Fernando Lopes, 1 Mar 17

Talvez por ter sido criado como se de filho único se tratasse, habituei-me a estar só. Não desgosto do facto, mais por circunstâncias que por personalidade, estar só, passou a ser o meu normal. Muitos acham-me extrovertido, bem disposto, alegre até. Talvez o seja porque em mim existe a necessidade de ser amado pelos outros, de ter quem goste de mim, quebrando assim esse ciclo de ensimesmamento. Depois encerro-me na gaiola dos meus pensamentos, desejos, sonhos. Vivo num mundo real de que me desligo sempre que posso. Para onde fujo? Para os livros, filmes, estórias, para as ruas desta cidade que me falam como se de gente se tratasse. Não sou solitário, estou apenas um pouco só.

Autoria e outros dados (tags, etc)

15 comentários

De redonda a 02.03.2017 às 23:01

(Sobre o PS isso é super fixe porque ando há que tempos a pensar que livro especial é que te poderia oferecer que não tenhas lido e queria encontrar três, assim para a lista poderá ir já Os Irmãos Karamazov que foi durante anos o meu preferido dele (embora também desde há anos que não voltei a lê-lo...) e agora só me falta encontrar mais dois...)

De Fernando Lopes a 03.03.2017 às 00:05

Leio imensos autores contemporâneos, tenho lacunas do tamanho do Grand Canyon nos clássicos.

De alexandra g. a 03.03.2017 às 20:32

é caso para sugerir que envies os boxers XL para um banco solidário de apoio à preservação do Grand Canyon :P
________
p.s. - beijinhos e saudades, em bué gordo :)*

De Fernando Lopes a 03.03.2017 às 21:54

Vão ter de ser para oferecer, lá isso vão. 


______________________________
p.s. - Retribuo com afinco

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Estás esta miudagem a provocar os mais velho! ;)

  • Fernando Lopes

    Não sinto isso, a sério. 

  • Anónimo

    Orgulho nos cinquenta que são mesmo cinquenta e a ...

  • MJ

    Mas pode ser um pesadelo!