Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adeus, até ao meu regresso.

por Fernando Lopes, 14 Ago 16

A frase não dirá muito aos mais novos, trará memórias difusas aos da minha geração, era dita amiúde pelos soldados portugueses em mensagens de Natal e Ano Novo algures no meio do mato de Angola, Moçambique e Guiné. Parto para férias sabendo que mais de metade dos portugueses o não podem fazer. Viajar, partir, conhecer, fazem parte da natureza humana. De alguma pelo menos. Outra prefere investir esse dinheiro em pinderiquices como o novo modelo de telemóvel. O meu abraço vai para os que não têm essa possibilidade. Como aqui ficou prometido tratarei umas «croniquetas» de viagem, a descrição do que vi e senti. É a forma possível de partilhar. Até já.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

13 comentários

De Fernando Lopes a 15.08.2016 às 22:13

Gracias, minha querida. Amanhã a esta hora começo 15 dias sem pensar em nada. Acho que me vai fazer bem, estou a ficar meio gagá. 


Beijos.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...