Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

À minha volta.

por Fernando Lopes, 18 Jul 14

Surpreendem-me as famílias felizes, funcionais e organizadas, o carteiro equipado à verão e as suas bermudas cinzentas, a tipa que vocifera para o namorado no meio do café, o idoso de rabo-de-cavalo, a cinquentona de vestido curto e justo a exibir dobras de banha, o artista que pinta no meio do chão, a peixeira, a mulher que vende fruta na saída do metro, a brasileira que distribui o jornal gratuito, os preços da loja de luxo, o tipo no carro ao lado a meter o dedo no nariz, os bêbados à porta da tasca, as putas velhas, as viúvas e o seu lanche na confeitaria.

 

Tudo à minha volta é motivo de admiração, pasmo, encantamento. Imagino-me um peixe num aquário em que os humanos são o único fundamento de observação. Queria ser indiferente, não olhar, não ser tocado por quem nunca mais verei. Calhou-me em sorte esta triste sina de gostar de pessoas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...