Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A ATM do Banco Mau.

por Fernando Lopes, 20 Set 14

19/09/2014, Centro Comercial Cidade do Porto

 

A primeira máquina só me disponibilizava notas de 50 euros. Deambulei pelo centro comercial à procura de alternativa. Lá estava ela, igual às outras, indiferente, a ATM do Banco Mau. Pus-me à sua frente e senti-me numa espécie de roleta, pronto a arriscar a escassa guita que me resta em vinte segundos de relação. Iria a ATM má, através de uma complexa rede electrónica sugar o dinheiro associado ao meu cartão MB? Enquanto introduzia o cartão e digitava o código temi uma mensagem do género: «Todo o seu dinheiro foi usado para tapar o buraco do Banco Mau. Adeus». Não, as máquinas não fazem isso, só os governos, e esses, ao que dizem, são legitimados por uma coisa chamada voto. Recolhi o dinheiro e o cartão. Estava encharcado em suor. Não é todos os dias que estou cara a cara com uma ATM do Banco Mau. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Ana A. a 22.09.2014 às 12:32

Sinceramente eu só conheço bancos maus...
Aqueles que para cativarem o cliente (empresário principalmente), lhe facilita contas para desconto de letras dos clientes, contas caucionadas, contas para pré-datados...e de repente mudam as regras do jogo, porque sim, e o cliente que se amanhe! Pu*a Que os Par**!

De Fernando Lopes a 22.09.2014 às 14:56

O negócio bancário consiste em emprestar dinheiro a quem garanta que o vai pagar e dele não necessite. Quanto ao resto, completamente de acordo. ;)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback