Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eugénio

por Fernando Lopes, 29 Out 11

O Eugénio é um homem de meia-idade, com um rosto que exprime bondade e simplicidade. Sobreviveu a uma infância difícil, uma doença destruidora, construiu com amor uma família que agora vê desmembrada. A sua única filha, terminados os estudos, apenas encontrou trabalho na capital. E o Eugénio anda como uma alma penada, em busca da cria que já não volta. Sente um vazio, olhando o quarto intocado. Suspira pelos fins-de-semana em que a terá de regresso. "É uma tristeza sem fim", confessou. E, num gesto de rotina, todas as noites vai espreitar a divisão desocupada, com a secreta esperança que o tempo tenha parado, e a jovem ainda esteja sentada, à meia-luz, batendo vigorosamente no teclado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Moriae a 29.10.2011 às 23:40

Há infelizmente muitos Eugénios, já viste o mau que isso é?

Ao ponto que já se chegou, a que já cheguei. Por comparar!

Este Eugénio, se precisar de solidariedade, ajuda concreta, conte comigo.

Com todos os defeitos, solidária.

Boa noite, Fernando.

De Fernando Lopes a 29.10.2011 às 23:51

Como pai, consigo compreender o drama. As relações pai-filha são diferentes das pai-filho, no sentido em que somos mais protectores em relação às meninas. Essa protecção exacerbada cria dependência. Confesso que não sofro desse síndroma, mas compreendo-o.

Abraço,

De Ricardo a 31.10.2011 às 09:33

Camarada,

Juro que pensei que fosse um texto do Rentes. Absoluta e superlativamente escrito, muito para além do tema em si. Abração!

De Fernando Lopes a 31.10.2011 às 09:47

Ricardo,

Obrigado, mas o respeito que tenho pelo mestre é tal que a simples comparação soa a heresia.

Abraço,

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...