Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não destruam o SNS!

por Fernando Lopes, 10 Nov 11


Por razões profissionais, disponho de um seguro de saúde. Esse seguro custa-me cerca de 70€ por mês e o triplo à minha empresa. Mas, qual hidra, sou também utente do SNS. Como doente crónico, sou semestralmente convocado para uma consulta de rotina. Se existe sector em que a minha experiência é positiva, é no atendimento da "Caixa". Não podendo generalizar, limito-me a descrever a minha experiência com o Serviço Nacional de Saúde e o meu médico de família. Pontualidade britânica, cortesia no trato e preocupação com o doente. Tudo isto por 2,50€. Recorro normalmente à medicina privada por uma questão de proximidade e horários, mas só posso classificar como muito positiva a minha experiência no Centro de Saúde. A eficiência melhorou a olhos vistos nos últimos anos. Deixo pois um testemunho singular, mas que me leva a defender com redobrado empenho o SNS. Porque a saúde com qualidade tem de ser para todos, e não apenas para os que podem pagar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

10 comentários

De Fenix a 10.11.2011 às 20:24

Fernando

Junto o meu ao seu apelo!

Pela parte que me toca só tenho que elogiar, desde o centro de saúde (uma USF) até ao IPO, e como (agora) pertenço à classe que não pode recorrer ao privado, a minha esperança e qualidade de vida vai depender (da bondade) dos governantes!

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 10.11.2011 às 20:40

Ana,

Como bem sabe não é uma questão de "bondade dos governantes", é da mais elementar justiça.
E, a talho de foice, digo-lhe que os serviços públicos têm melhorado imenso. Notariado, impostos e saúde, são áreas que já usei e em que houve um enorme progresso na eficiência e simpatia. A demonização do público é, injustificada. Mas claro, há muito dinheiro a ganhar com serviços públicos fracos, como bem sabemos.

Abraço,
Fernando

De Moriae a 11.11.2011 às 02:35

Pois eu confiei no SNS e lixei-me ... nem passo a expressão.
Não fossem as ajudas de quem me teve e já poderia ter morrido.
Acho que sou crónica (as coisas não são bem definidas ...) e as consultas regulares, pago-as eu. Tal como os exames. Alguns deles, nem comparticipados são.
No Centro de Saúde, se eu pedir alguma coisa específica, até que resulta. Mas ... nunca me fizeram um exame de rotina básico e depois, foi o que foi. 3 minutos para cada consulta, é obra.
Assim, melhorou, onde?
Se quiseres conto-te como tem sido nos hospitais, desde 2008.
E lá vou eu pedir desculpa outra vez ... Está pedida, F.
Abraço.

De Fernando Lopes a 11.11.2011 às 09:24

Moriae,

Como escrevi no post trata-se de uma análise singular. Obviamente não pretende reflectir todas as experiências com o SNS. Se a tua vivência é negativa, fazes muito bem em dizer de tua justiça. Não tens nada que pedir desculpa, pelo contrário, dás uma abordagem alternativa.

Abraço,
Fernando

De Moriae a 11.11.2011 às 17:16

Nem por ironia ... hoje fui parar às urgências do hospital da Figueira da Foz. Nada de especial, uma entorse em cima de outra pelo que me assustei. Bom, adorei! Rapidez, simpatia, enfim ... nada a ver com os hospitais de Coimbra!

Nem tudo é mau. :)
Abraço e votos de um excelente fim-de-semana

De Fernando Lopes a 11.11.2011 às 18:14

Estou em crer que haverá grande diferença entre hospitais. Nos grandes hospitais centrais, que congregam centenas de doentes, de múltiplas regiões, deve ser bem mais complicado, para utentes e profissionais.

Bom fim-de-semana e faz favor de não jogar à bola! ;)

De Moriae a 11.11.2011 às 22:36

Acreditas que tinha escrito dois parágrafos e que a coisa foi ao ar? Pronto, vou sintetizar:
1º - nem bola nem bicicleta (o desporto são mesmo as muletas mas está a ser divertido)
2º - recomendo os parques Orbitur a todos os amigos!

Abraço para ti e tudo de bom. Para ti e tua família! :)

De Fernando Lopes a 12.11.2011 às 13:23

Clip-clac, clip-clac, clip-clac [barulho de Moriae a muletar durante o f-de-s].

De cabrãofodido a 16.11.2011 às 01:41

pá isso é muito fácil de dizer a quem tem o tal seguro de saude; usa-se um pouco daqui, um pouco dali... então quem são os culpados das pessoas quando vão ao centro de saúde terem que mendigar para aceder à consulta(passado uns meses) e mendigar a atenção do médico que mal nos dirige a palavra, e esperar uns meses só para marcarem um exame, e esperar pela operação, e depois remarcam a consulta para outra data, e depois não carimbam bem a receita, e depois o ministro mudou os procedimentos, e depois para acertar no diagnóstico temos que esperar por várias consultas (meses cada), vários exames (meses cada),eventual operação(anos).probabilidade de erros no decurso disto tudo, até se pode morrer sem chegar a ser tratado.
(desculpa ter invadido o teu blogue com as minhas lamurias)

De Fernando Lopes a 16.11.2011 às 09:15

Como disse no post é a minha percepção do meu centro de saúde. Pelo que tenho lido e ouvido a qualidade do funcionamento é muito variável. Nos hospitais idem. O blogue é aberto a todos e às suas opiniões. Se quisesse cagar setenças não tinha os comentários abertos.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...