Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ascensão e queda do Brasil ?

por Fernando Lopes, 27 Nov 11


É muito mais o que nos une que que nos separa. "A minha pátria é a língua portuguesa", disse Pessoa. O Brasil vive um momento de prosperidade único na sua história recente. Graças aos seus enormes recursos naturais, à pujança da sua cultura, ao seu povo, é um país respeitado, um dos novos pesos-pesados da economia mundial.

É governado por uma mulher lutadora, que tem, com certeza, a melhor das intenções. E, no entanto, está a cometer os erros que Portugal, a Grécia e a Europa em geral cometeram em momentos de grande desenvolvimento económico. Está indo para a festa com a força toda, esquecendo-se que depois vem a ressaca.

Está a assentar o seu modelo de desenvolvimento em grandes eventos ou obras faraónicas que nada mais são do que um sorvedouro de dinheiros públicos, com retorno mais do que duvidoso. O mundial de futebol, os jogos olímpicos, as grandes barragens que trarão ao Brasil do futuro? Endividamento externo por várias gerações, corrupção, compadrio e posterior "ajustamento" e empobrecimento. Nós já estivemos lá, cometemos esses erros. Era bom que os nossos irmãos começassem a pensar num modelo de desenvolvimento alternativo e a aprender com os erros cometidos pelos europeus. Saravá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De Moriae a 27.11.2011 às 13:53

Se ela se concentrasse no povo e em reduzir a pobreza e analfabetismo que há faria bem melhor. Enfim ...
A foto está demais! E adequa-se lindamente aos tons do blogue (pronto, foi o momento 'feminino' da coisa eheh)
Abraço!

De Fernando Lopes a 27.11.2011 às 18:31

Moriae,

O Brasil deve ser um dos países com maior potencial do mundo em crescer com qualidade. Espero que o façam. Mas esta febre pelos grandes eventos e obras aponta um caminho tortuoso de desenvolvimento. Penso que seria de apostar na educação, como dizes, I&D, energias renováveis, agricultura, petróleo, minério, enfim é um mundo à parte, um país que tem tudo. Oxalá não se deslumbrem e repitam os nossos erros.

Abraço,
Fernando

De Fenix a 27.11.2011 às 20:51

Fernando,

Se fosse normal e fácil aprendermos com os erros dos outros, há muito que a humanidade estaria noutro patamar evolutivo.

E já agora, lembrei-me de quando jovem de 15 anos, a minha mãe me dar algum sermão sobre o que ela achava certo ou errado, e eu responder-lhe do alto da minha arrogância: "- A experiência dos outros para mim é teoria!"

Estou convencida que todos nós pensamos que connosco vai ser diferente por este ou aquele motivo, e caímos sempre nos erros que outros já experimentaram.

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 27.11.2011 às 21:27

Ana,

Compreendo as suas incertezas, de que partilho. A ideia deste post ocorreu-me à noite, quando pesquisava os grandes eventos desportivos dos próximos anos. E fez-se luz! :) O Brasil está a cometer os mesmos que a Grécia com os jogos olímpicos e nós com o futebol. Com uma vantagem, é um país de recursos quase infinitos.

Um líder bem preparado é aquele que conhece a história. Sei muito pouco sobre Dilma, mas espero que tenha essa visão histórica e que de alguma forma pare esta espiral.

É apenas uma percepção e um desejo, não sou ninguém para dar conselhos. Limito-me a constatar padrões repetitivos que não auguram nada de bom. Oxalá me (nos) enganemos.

Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...