Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A solução inteligente.

por Fernando Lopes, 3 Jan 14

Nos ortodoxos Estados Unidos, deu-se um pequeno passo contra o proibicionismo em relação à marijuana. Sempre defendi esta medida, com mais pontos positivos que negativos. Diminui-se a criminalidade associada ao tráfico, existirá algum controle de qualidade, o estado arrecada receita, torna-se o fruto proibido menos apetecido. Aos que defendem que a liberalização poderá permitir o «salto» para as drogas duras, tenho como contra-argumento que tal nunca foi factor de inibição. Consome-se o que se quiser, quando se quiser. A tendência – genética?, social? - para ser um adicto existe independentemente do que se pretenda proibir. Foi por isso que a lei seca não contribuiu para o fim do alcoolismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

8 comentários

De henedina a 03.01.2014 às 21:53

Controle de qualidade, usas-se. Mas não se deveria antes usar, controlo de qualidade?
(?! obrigado pela explicação)

De Fernando Lopes a 03.01.2014 às 23:23

Ambas as palavras estão dicionarizadas com o mesmo significado. Eventualmente, será mais utilizado controlo em Portugal e controle no Brasil. Quando aprendi português usava-se mais controle.

http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=152

De henedina a 03.01.2014 às 23:30

Obrigada.
(directa)

De golimix a 07.01.2014 às 20:29

Nem mais

De Fernando Lopes a 07.01.2014 às 20:47

É dizer ao PPC que a liberalização das drogas leves pode ter fortes reflexos na receita fiscal. Acho que é a única linguagem que os "Maçães" ou "Moedas" desta vida entendem.

De golimix a 07.01.2014 às 20:58

De Marco Neves a 18.01.2014 às 10:58

Não só não contribuiu, como se calhar até ajudou a espalhar o vício... Quem quiser promover alguma coisa, trate de a proibir.

De Fernando Lopes a 18.01.2014 às 12:29

Totalmente de acordo.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...