Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escola Filosófica João Pinto.

por Fernando Lopes, 14 Out 13

O que vamos sabendo do OE 2014 recorda-me essa grande figura do F.C. Porto, pensador de mão-cheia: “Estivemos à beira do abismo, mas demos um passo em frente”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De O Abominável Careca a 14.10.2013 às 20:43

Boas,

Ainda hoje estava a ouvir na TSF as revelações para o OE do próximo ano. Eles são taxas extras para todos os funcionários públicos que auferem uns "pornográficos" 600 euros até ao topo da tabela. Os mesmos começam nuns míseros 3.5 % e atingir uns poderosos 20 no topo da pirâmide. Assim o executivo faz o que pretendia, ou seja, equipara os salários da função pública aos privados! Também é certo a sobretaxa em sede de imposto de circulação para todos os veículos a gasóleo com um motor de 1.600 cc. e em casos de maior potência mais propriamente a partir de 1.800 cc. a preço do mesmo quase duplica. E isto ainda não é conhecido a totalidade das pancadas no dito OE. Actualmente o actual executivo faz suas a palavra do "pensador de mão cheia"!

P.S.: Foi você que pediu e para ontem um golpe de estado?!

De Fernando Lopes a 14.10.2013 às 21:30

Revolução? Em Portugal? Na. Está tudo morto ou em estado comatoso.

De Ana A. a 15.10.2013 às 10:42

Cair no abismo para renascer para um novo paradigma!

Deixarmos de ser escravos do sistema, adquirindo toda a merda que nos querem impingir como indispensável a uma "boa" vida! A banca está a braços com os milhares de casas que impingiu. Idem com os cartões de crédito. Os tribunais inundam-se de acções por créditos mal parados. Brevemente teremos os "pobres" dos senhorios que teimam em não adequar as rendas de casa aos baixos salários. As estradas cada vez menos frequentadas por carros particulares apesar dos empregadores "exigirem" carro próprio aos desgraçados dos candidatos a emprego...

Isto só pode ser o prenúncio da mudança!

E não, não acredito que surja ou que se imponha um novo ditadorzeco. As pessoas estão a matar-se e matar por um prato de lentilhas.

Abraço

De Fernando Lopes a 15.10.2013 às 18:49

Isso significa a morte do capitalismo como o conhecemos. Embora me custe, tenho que aceitar que é um sistema que tem tido a capacidade de se reinventar. Não tenho nenhuma intuição sobre o que ai virá, se a morte do capitlismo, se a sua regeneração para mais uma das "sete vidas".

Abraço.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...