Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O governo PSD-CDS não tem uma única ideia para a reforma do estado. Na campanha eleitoral tudo se resumia a “cortar nas gorduras do Estado”. Entendemos agora que as gorduras são os trabalhadores em geral e a função pública e reformados em particular. Todos sofremos o “enorme aumento de impostos”, e estamos, consequentemente, mais magros. Os reformados e pensionistas, com menos capacidade de mobilização e reivindicação, são alvos preferenciais. A TSU das viúvas é uma medida claramente inconstitucional e Passos e sus muchachos, sabem-no. À míngua de ideias, avançam com esta, discriminatória, para colocar o ónus do falhanço da reforma no Tribunal Constitucional. Duas questões: se a reforma do estado se resume a cortar prestações sociais e aumentar impostos, para que precisamos de um governo? Qualquer Director-Geral é capaz de o fazer. Passos, porque insistes em fazer dos portugueses estúpidos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

8 comentários

De O Abominável Careca a 08.10.2013 às 21:49

Boas,

Em jeito de resumo a "TSU" dos viúvos já estava na forja há muito e pelos vistos já era solução apontada desde o início de 2013 e com o beneplácito do Pedrito, do BCE e da Gorda!
Que esta corja não sabe, nem sequer faz a mínima ideia do que deva fazer já não é novidade, eu só pergunto até quando este moribundo governo dá o último suspiro!
Ontem já era tarde!!!!

Um abraço!

De Fernando Lopes a 08.10.2013 às 22:15

A senhora também votou nas setinhas? Naquele rapaz loiro, bem educado, com cara de anjo, que lhe prometeu pagar as dívidas cortando nas gorduras do Sócrates? Tem saudades do país de boas contas, limpo e ordeiro do professor Salazar? Desaprova que os pretos e ciganos se locupletem com rendimentos mínimos, tenças e prebendas subtraídas ao magro espólio de quem, como o seu falecido Libório, trabalhou uma vida inteira? Encontra consolo e verdade nos desígnios vaporosos da dona Isabel Jonet? Acredita no poder redentor da caridade?

Ainda bem, filha. Porque vai precisar dela.


Luís M. Jorge no Declínio e Queda

http://declinioqueda.wordpress.com/

De golimix a 11.10.2013 às 08:38

Ele não insiste em fazer dos Portugueses estúpidos porque os Portugueses são ESTÚPIDOS! A prova disso é que o homem coelho ainda está lá! E as seguir vai para lá outro parecido.

Esta é a verdade a nu e a cru!


De Fernando Lopes a 11.10.2013 às 15:04

Infelizmente, não me resta muito por onde discordar.

De golimix a 11.10.2013 às 20:12

É triste não é?

Resignados, cordeiros,....

De Fernando Lopes a 11.10.2013 às 23:07

Vivemos um tempo de falta de inteligência e carácter colectivos, das elites ao plebeu.

De A. a 16.10.2013 às 10:38

Bom, - e eu digo isto profundamente angustiada, uma vez que lá me vão tirar mais 200 euros no salário em 2014 - a verdade é que todas estas medidas frustrantes são inevitáveis para reduzir o défice...

De Fernando Lopes a 16.10.2013 às 12:25

Desculpe, mas não concordo consigo. Em política e economia não há inevitabilidades, apenas caminhos alternativos. Talvez não possamos fugir de algumas medidas austeritárias, mas podemos certamente fazê-lo sem ser pela via única de corte de prestações sociais e aumento de impostos. Há muita PPP, muito avença com grandes escritórios de advogados, muita renda excessiva a renegociar antes de cortar salários de 600 euros.
Temos neste governo uma ideia punitiva, que estranhamente agrada ao povo. No fundo achamo-nos culpados pelo estado social, e por querer viver bem. Assim, regressaremos alegremente à pobreza endémica tão própria do frugal povo católico português.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback