Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tenho duas compinchas.

por Fernando Lopes, 1 Ago 13

No universo masculino, o compincha é quase sempre do mesmo sexo. Podemos encará-lo como companheiro de farra, confidente, mas sempre, sempre, pelo lado lúdico. Vai connosco beber copos, uns atrás dos outros, atura-nos confidências com piada certeira, minimiza a nossa dor ou ansiedade colocando-as em perspectiva. Tenho o prazer de ter compinchas no feminino, a Dalila e Xana. Com elas posso discutir as últimas aquisições do F.C. Porto, literatura, cinema, ir a um concerto abanar a carola ou simplesmente deitar conversa fora. Ah, mas as tuas compinchas são botas da tropa. Errado, são muita giras, assim de 80% para cima. Ah, mas são burras. Se um mestrado e doutoramento são sinais de burrice, também quero. Homenageio pois com esta posta essas duas mulheres tão especiais, companheiras de farra e angústia, sofredoras do Porto, que conseguem todo o milagre acima descrito sem perder pingo de feminilidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Xana a 01.08.2013 às 21:50

Oh pá... agora estou assim a modos de não saber o que dizer... Mas que gosto muito de ser tua compincha, gosto!! :))
Beijo

De Fernando Lopes a 01.08.2013 às 22:12

Não são necessária palavras, os compinchas, compincham!

Beijo.

De golimix a 03.08.2013 às 18:55



De certeza que as compinchas gostaram de ler isso!

De Fernando Lopes a 03.08.2013 às 18:57

Elas merecem. São bonitas por dentro e por fora e excelentes amigas. :)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...