Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bola de Berlim.

por Fernando Lopes, 4 Jul 13

O sol, a água tépida, o ronronar das ondas. Ouvir o homem das bolas de Berlim e ter outra vez 8 anos, correr a comprar sonhos doirados envoltos em açúcar. Achar aquela pausa um momento de felicidade pura, prazer simples. Nada nos faz regressar à infância com tanta rapidez como o pregão: “ Olhá bolinha de Berlim!”

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

10 comentários

De Carlos Azevedo a 08.07.2013 às 01:19

Não é preciso ser pai para voltarmos a ser miúdos; pelo menos, falo por mim.
Quanto às bolas, são precisamente as do Natário!

De Fernando Lopes a 08.07.2013 às 15:23

Não é preciso, mas dá-te um pretexto extra. Quanto às bolas do Natário (salvo seja), só não acerto no euromilhões.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...