Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UB40.

por Fernando Lopes, 15 Jun 13

Rui Veloso dizia que “não se ama quem não ouve a mesma canção”. No caso deste vosso escriba, tal não é aplicável. Como casal temos formação diferente - ela de ciências, eu de letras –, interesses diferentes - ela delira com manuais de divulgação científica, eu prefiro estórias de amor e drama. Na música é a mesma coisa e habituámo-nos a tolerar os gostos do outro. Confesso algumas cólicas quando tenho de ouvir Pablo Alborán ou Adele, eu que deliro com a melancolia dos The National ou a fúria revolucionária dos Green Day.

 

Quando namorávamos estabelecemos um compromisso nunca quebrado. No carro, durante as viagens longas, ouvíamos reggae. Bob Marley, UB40, Peter Tosh e tantos outros. Um destes dias, enquanto passava publicidade a um concerto da banda em Lisboa disse-me: Gostava de ver os UB40 ao vivo.

 

O milagre realizou-se e os UB40 vêm tocar ao Areinho em Vila Nova de Gaia. Vamos pela primeira vez, após 20 anos de casados, a um concerto juntos. A ver como se comporta a betinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Carla Pinto Coelho a 15.06.2013 às 20:58

Essa máxima já fez sentido na minha vida, ao ponto da convivência se tornar um calvário - verdade seja dita, a capacidade de tolerância dele deixava muito a desejar. Acho que tudo vem de um equilíbrio e de um compromisso, como dizes.

Um apontamento sobre a Adele: quando a comecei a ouvir, a miúda era desconhecida, ou pouco conhecida, cheguei a partilhar músicas dela no blogue e no fb e ninguém reagia. Tempos depois, era moda. Confesso que só lá volto de vez em quando, é que a associo a tempos e pessoas que tenho evitado lembrar.

De Fernando Lopes a 15.06.2013 às 21:10

Uma das regras para a sobrevivência deste casamento foi a tolerância, sem abdicarmos dos nossos gostos. Penso que talvez tenha sido mais fácil porque temos 10 anos de diferença. Todavia não é simples porque os nossos interesses raramente se cruzam. Tás-me a ver a mim, um homem do rock, a aturar Adele ? Imaginas um fanático das estórias a entusiasmar-me com novidades científicas? Não sei como, nem porquê, mas tem resultado.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...