Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café Cunha.

por Fernando Lopes, 9 Jun 13

A meio do caminho entre Arcos de Valdevez e o Soajo, na freguesia do Vale – pelo menos assim indicam as placas, insensíveis à “Reforma Relvas” – está o Café Cunha. O homem que dá o nome à casa é cortês e bom conversador. Ali se pode ver o futebol da Sport Tv, beber ou refazer o estômago com pratos tradicionais, elaborados de modo honesto e carinhoso pelas mãos sábias da D. Tomásia, companheira de caminho do Cunha. Os frequentadores, reservados perante estranhos, rapidamente entabulam conversa ao ver que a “malta da cidade” é seu igual, apenas proveniente de um ecossistema diferente. Se gosta da zona do Gerês e não tem um talher espetado no cu, nem vê a simplicidade como algo etnográfico, o Cunha é local a frequentar. As doses são servidas directamente em travessas inox. Para os menos guloso são disponibilizados pratos. Se é possuidor de bom apetite, capaz de comer uma dose dupla, deixe-se de mariquices urbanas e coma da travessa.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

3 comentários

De Fernando Lopes a 10.06.2013 às 13:11

Tenho uma casinha na freguesia, onde podes pernoitar. A proposta é simples: enfardamos no Cunha e embebedá-mo-nos de vinho e paisagem. Tens um quarto catita para repousar. Não é cortesia, é do coração pá! :)

De Carlos Azevedo a 10.06.2013 às 17:29

Olha que isto não vai ficar esquecido! :-) Sei que sim, que é do coração, e vai acontecer. Grande abraço.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...