Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A forma como se luta.

por Fernando Lopes, 17 Jan 13

No escritório entre CDs velhos, de programas inúteis que me recuso a deitar fora, uma estante tripla, tão sobrecarregada que parece um velho com as costas redobradas, máquinas de ginástica que a minha mulher nunca usa, um monte de edredões e roupa que já não serve à filhota e que, por estranha razão, se recusa a auto arrumar, procuro um livro que o pai me ofereceu. Há 40 anos atrás, a minha professora primária insistiu em que fizesse duas classes num ano. Para passar da 2ª à 4ª, teria de fazer um exame na escola oficial com a nota mínima de Bom. Convenceu todos que este salto maior que a perna era possível. Não fui suficientemente bom, não passei para a 4ª classe com 8 anos. Um drama, que o pai procurou atenuar oferecendo-me um livro. Não o consigo encontrar no meio de todos os outros, mas a dedicatória era mais ao menos assim:

 

"Nem sempre se perde o melhor, muitas vezes perde-se o pior. Um homem não se avalia pelo que ganha ou perde, mas pela forma como luta. Por isso, luta com o mesmo entusiasmo. Pai"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

6 comentários

De Uma Rapariga Simples a 17.01.2013 às 11:18

Palavras sábias as do teu pai.

De Fernando Lopes a 17.01.2013 às 13:46

Um feitio difícil, mas um tipo interessante e um bom pai. Partiu demasiado cedo.

De Alice Alfazema a 17.01.2013 às 20:48

A tag está errada, o certo seria sabedoria , um dia destes vou roubar essas palavras.



Um abraço.

De Fernando Lopes a 17.01.2013 às 21:26

Não se pode roubar o que é de todos. Esteja à-vontade, porque esta casa também é um bocadinho sua.

De aurora a 17.01.2013 às 22:36

Homem inteligente, o sr seu pai.
Abraço.

De Fernando Lopes a 17.01.2013 às 22:59

Com uma vantagem suplementar. Era muito mais bem parecido do que eu.

Abraço, Aurora.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback