Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As mulheres, eternas reformistas.

por Fernando Lopes, 25 Nov 12

Porque é que as mulheres nunca estão satisfeitas com o companheiro que têm? Em todas existe um lado reformista, que procura transformar o que vêem como defeito em qualidade. Se o homem é um bon vivant quererão transformá-lo num ser caseiro, bruto em poeta, preguiçoso em trabalhador incansável, guerreiro em pacifista. Porque não serão capazes de aceitar as virtudes e defeitos sem proceder a esse labor incansável de nos moldar ao seu ideal de perfeição? Achar em nós um espécie de escultura permanente não trará como consequência, uma obra que depois de concluída, deixa de fazer sentido?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De Fernando Lopes a 25.11.2012 às 21:03

Nas relações humanas, e afectivas em particular existe sempre um jogo de forças, a que chamou equilíbrio. Será o que chamo jocosamente de "reformismo" a tentativa subtil de reverter esse balanço a favor de uma das partes, neste caso a feminina? Como diz, de nos tornar mais iguais para facilitar o relacionamento. E não será a diferença e o jogo parte do encanto das relações?

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback