Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100 a 200 mil, disse ele.

por Fernando Lopes, 22 Nov 12

A escola Camilo Lourenço encontrou novo discípulo. O administrador-delegado da Siemens Portugal (who else) afirmou que "É preciso diminuir 100 a 200 mil funcionários públicos. Como sempre, A UE paga. Ainda há muito País a destruir, muito salário a diminuir até sermos a China da Europa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De bibónorte a 22.11.2012 às 19:07

Esse Camilo Lourenço....Quem o viu e quem o vê. Para essa gente, as pessoas valem zero. Que tristeza...
Camilo Lourenço és um FDP!(Funcionário De Passos) :)

De Fernando Lopes a 22.11.2012 às 19:55

O poder implica uma corte de sabujos. Usar fundos europeus para despedir deveria ser considerado doloso por lei, é contra-natura .

De Ana A. a 22.11.2012 às 21:19

Esta conversa de diminuir os funcionários públicos, sem lhes ser dada uma alternativa, diminuir como se diminui qualquer "coisa" que está em excesso, faz-me sempre lembrar o hitler e as suas "diminuições" da época. Esta gente nem se dá conta de como fala de pessoas, só vêm nrs.. Sempre tive um grande preconceito sobre economistas e quejandos.

Abraço

(Não me "apeteceu" seguir os links, mas acho que já nem vale a pena).

De Fernando Lopes a 22.11.2012 às 21:57

Para estes cromos, despedir é pura e simplesmente reduzir gastos, agora. As implicações a jusante não interessam, nem os impactos sociais e na despesa futura. Navegação à vista.

Abraço.

PS - Vale a pena seguir o 1º link, um bom post do Luís M. Jorge.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback