Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aos 7 anos já tem problemas com rapazes.

por Fernando Lopes, 17 Out 12

Para quem, como eu, até à adolescência só tinha contacto com as raparigas da família e frequentou o último liceu do País a tornar-se misto, os problemas de crescimento no feminino são novidade absoluta. É pois com alguma angústia e deslumbramento que vejo a minha filha crescer e tornar-se sensível aos encantos do sexo oposto. Certo de que me perdoará esta inconfidência, tive a noção de que a competição entre meninas é diferente da que vivi enquanto rapaz e adolescente.

 

- Estou um bocadinho triste.
- Porquê?
- Os rapazes andam sempre atrás de mim e da Mariana.
- E?
- Depois as outras meninas não querem brincar comigo.
- Filhota, elas têm ciúmes, não ligues. É bom sinal que te dês bem com rapazes e raparigas. Se os rapazes gostam de ti é porque és fixe e gira, senão não te ligavam.
- Eu sei, mas são um bocado chatinhos. Às vezes preferia que não andassem atrás de mim, por causa das minhas amigas.

 

Que me recorde, tal não existia entre rapazes. É característica feminina ou estou a extrapolar erradamente?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

8 comentários

De Ana A. a 17.10.2012 às 17:02

Não será uma característica intrinsecamente feminina, mas sim, de uma pessoa que gostará de viver em harmonia com os demais, sem rivalidades, desfrutando das coisas boas sem ter necessariamente que abrir mão de uma coisa para obter outra. Revejo-me totalmente nesta forma de estar na vida!

Abraço

De Fernando Lopes a 17.10.2012 às 17:20

Entre os rapazes que conquistavam os favores femininos não havia inveja ou ciúme, antes uma enorme admiração, daí a minha surpresa com este tipo de reacção.

Abraço.

P.S - É bom tê-la de volta!

De bibónorte a 17.10.2012 às 21:35

A reação da sua filhota é absolutamente normal:)

De Fernando Lopes a 17.10.2012 às 21:45

Para mim, pai de filha única, é tudo novidade. Posso às vezes mostrar perplexidades patetas. É da inexperiência. Além disso o despertar da sexualidade inquieta-me como a qualquer pai-galinha .

Abraço.

De Alice Alfazema a 17.10.2012 às 22:52

As meninas são mais atentas aos pormenores, conseguem fazê-lo e demonstrá-lo de uma forma inata. Às vezes tento explicar coisas ao meu filho, coisas básicas do quotidiano e ele dificilmente entende, enquanto à irmã nem preciso fazê-lo, muitas vezes é ela que dá a resposta ao irmão numa prontidão que faz pensar, apesar de o mais velho ser ele. Os dois foram educados da mesma forma, mas ela é mais hábil nesse aspecto. :)
Quanto à sexualidade, à que agir com naturalidade, afinal, os miúdos não sabem se estamos ou não nervosos com tal assunto, portanto há que responder e agir consoante os temas que vão aparecendo. :)

De Fernando Lopes a 17.10.2012 às 23:20

É sempre gratificante receber estes tipo de feedback. Ajuda a compreender. Um sincero obrigado.

De Cláudia Neto a 18.10.2012 às 00:24

Tendo em conta que o meu não gosta lá muito de meninas….pq elas não jogam à bola, não jogam jogos e coisas assim…e que eles os 2, a tua e o meu, ao fim de ½ hora já estavam na brincadeira …. Ora agora jogo eu, ora agora jogas tu.
Que te posso dizer….que a única coisa que ela quer é fazer amigos e ser feliz. É muito boa onda !!!! Quem vier que venha por bem!!!

De Fernando Lopes a 18.10.2012 às 01:22

Os rapazes e as meninas funcionam de maneira diferente. Esta já está 1/2 arisca! E olha que nunca vi dois miúdos tão bem comportadinhos como no último jantar em tua casa. Pareciam dois anjinhos!

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...