Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O orçamento da família Lopes para 2013

por Fernando Lopes, 19 Set 12

Como qualquer família, começamos a planear 2013 tendo em conta uma descida de 7% do nosso rendimento líquido. Apesar de termos a felicidade de (por enquanto), não haver desemprego cá por casa, há anos que sentimos a descida do rendimento por duas vias; primeiramente passámos pelo congelamento de salários, em seguida pela sua diminuição. Embora tal não encha páginas de jornal, muitas empresas privadas usam o ambiente depressivo para justificar o corte de salários. Com um de nós isso já sucedeu, um corte de 11,25% a que se somará, previsivelmente, uma nova diminuição de 7%.

 

À cabeça dos cortes planeados está a restauração. Almoço fora todos os dias. Num restaurante acessível em que por pão, sopa, prato de carne ou peixe e café são cobrados 6,50€. Nada de luxo, portanto. Passarei a levar uma sandes de casa. Muito provavelmente o aumento da TSU será o estertor para este sector já moribundo.  A segunda área de cortes é a cultura e lazer. Cinema, livros, revistas, jornais, espectáculos, serão reduzidos à dimensão mínima. Turismo, isto é, férias fora de casa, é um outro item onde se pode poupar uma pipa de massa.

 

As poupanças que planeio, já foram seguidas por muitas outras famílias. Não estamos a inventar a roda, antes a seguir caminho já traçado. Temos sido uns privilegiados, estou consciente disso. Podemos viver com menos, mas cada refeição que poupamos, filme que não vemos, livro que não compramos, concerto a que não assistimos, significa desemprego. Onde termina este poço, ninguém sabe.

 

P.S. - Como qualquer gajo que se preze, tenho os meus vícios. O único verdadeiramente caro é o tabaco. Quando era miúdo comprava Kentucky, Três Vintes, Definitivos e fazia cigarros de enrolar. Trinta anos depois, com quarenta e nove, voltei ao tabaco de enrolar. Mais do que sintomático dos tempos que vivemos, é, acima de tudo, triste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Ana A. a 19.09.2012 às 17:22


E enquanto isto, incha, desincha e passa...entretenho-me a ler o Thoreau no seu "Walden ou a vida nos bosques" a ver se lavo um pouco a alma!

Abraço

De Fernando Lopes a 19.09.2012 às 18:45

Só conheço a citação "O melhor governo é aquele que menos governa".
Sei que tem escritos políticos. Vou investigar.

Abraço

De O Abominável Careca a 19.09.2012 às 21:36

Boas Noites,

Orçamentos rectificados irão ser uma realidade já durante 2012 e durante 2013!
Temo é que a maior parte das pessoas irá ver em que é que pode cortar e viver e desse modo sujeitar-se a uma nova vida à boa maneira espartana...
E quando Belmiros e Alexandres começarem a ver as vendas a descer a pique quem sabe também eles não participarão as acções quiçá de cariz subservivo...;)

Um abraço e bons sonhos!

De Fernando Lopes a 19.09.2012 às 23:24

Belmiros e Alexzandres lado a lado com o povo revolucionário seria uma coisa linda de ver. :)

De Maria Alfacinha a 21.09.2012 às 12:05

Avisem-me quando isso acontecer, por favor!
Mesmo em contenção de despesas eu PAGO para ver :-)))

De Fernando Lopes a 21.09.2012 às 13:14

Pedimos desculpa por esta revolução, o capitalismo segue dentro de momentos. :)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...