Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cacofonia

por Fernando Lopes, 5 Set 12

Miguel Frasquilho transparecia um ar de alívio pela possibilidade da troika aumentar o prazo do programa de ajustamento. Um jovem deputado do CDS (Adolfo, um nome bem escolhido para um representante dos conservadores) falava na impossibilidade de aumentar impostos, o PS, essa nulidade, perdia-se em vacuidades e na palavra "crescimento". O PCP e o BE sabem o que não querem mas são incapazes de avançar com um plano B com pés e cabeça. Cinco minutos esclarecedores. Nenhum dos partidos tem um ideia precisa para a resolução da crise, a navegação de cabotagem é palavra de ordem. Medo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

10 comentários

De Maria Alfacinha a 05.09.2012 às 15:22

(parece que não tem nada a ver mas...)
Quando apareceu o primeiro Big Brother eu fiquei completamente fascinada. Dava por mim muitas vezes de chávena de café esquecida no ar, olhos colados no écran e quantas e quantas vezes de boca aberta sem acreditar no que estava a ver. Ontem, a sequência de apontamentos jornalísticos que descreveste provocaram-me a mesma reacção.
Há dias em que tenho a sensação que estamos a viver num reality show...

De Fernando Lopes a 05.09.2012 às 16:27

Um reality show com protagonistas de péssima qualidade, não achas?

De Maria Alfacinha a 06.09.2012 às 08:59

Não é condição suficiente para se fazer um reality show? Pois...

De Fernando Lopes a 06.09.2012 às 10:37

Louçã expulso do "Big Brother Políticos" por agressão a Passos Coelho. :)

De Maria Alfacinha a 06.09.2012 às 14:38

Com a Teresa Guilherme a fingir de moderadora?
Mas agora fica-me esta imagem terrível de quem andaria enrolado com quem... brrrr!
:-))

De Fernando Lopes a 06.09.2012 às 15:20

A Manuela Ferreira Leite com o Jerónimo de Sousa, a Odete Santos e o Nogueira Leite, e, para apimentar, uma relação gay entre o Frasquilho e o Portas. As possibilidades são quase infinitas.

De Ana A. a 05.09.2012 às 15:40

Crise financeira, económica, de valores...

A saída da crise mundial vai passar pela emigração... para Marte, e depois começar tudo de novo, até ao próximo colapso.

Abraço

De Fernando Lopes a 05.09.2012 às 16:31

Os meus valores são os da esquerda, o que não me impede de achar lamentável a falta de soluções apresentadas. Teria de existir um plano estruturado de como dilatar o prazo de pagamento da dívida, renegociar os juros, apresentar soluções para o desenvolvimento da indústria, agricultura, pescas, serviços. Vociferar é fácil.

Abraço,

De Ana A. a 05.09.2012 às 15:52


Partilho este link:

http://blogkiosk.blogspot.pt/2012/08/sobre-o-terrorismo-financeiro.html

De Fernando Lopes a 05.09.2012 às 16:41

Um belo texto, num momento oportuno. Hoje a troika autorizou uma nova PPP no âmbito da saúde, aquele negócio só superado em lucros pelo tráfico de armas.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...