Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não tenho nada contra os madeirenses excepção feita à falta de senso eleitoral, característica que também se estende ao continente. Parece evidente que os nossos compatriotas das ilhas estão a passar um mau bocado, em particular numa ilha onde o emprego depende do turismo ou do estado. Sem cheta, menos turismo, menos obras, menos estado, mais desemprego e dificuldades. Até aqui tudo isto é aceitável e faz parte do jogo político. Mas o velho Alberto João, demagogo encartado, elege um inimigo externo, o continente. Eu proponho o contrário. Faça-se o referendo no continente e pergunte-se se desejamos a independência da Madeira. Em caso afirmativo fica a dívida saldada e ainda podem ficar com o Bokassa de brinde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback