Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Avó, eu não quero ir à escola!

por Fernando Lopes, 15 Jul 12

Amanhã é dia de regresso ao trabalho. Sei que sou um privilegiado por ainda ter trabalho, o que não impede de sentir uma ligeira indisposição e borboletas no estômago. No fundo, repete-se o regresso à escola. É só a mim, ou este regresso à monotonia diária, é precedido de uma insónia, uma angústia indefinível e uma similitude com as rodas dos hamsters, em que se pedala como um louco para não chegar a lado nenhum?

Autoria e outros dados (tags, etc)

7 comentários

De Alice Alfazema a 15.07.2012 às 09:22

Penso que acontece com toda a gente. Mas, a vida é assim, uns acabam as férias, outros começam. É o síndrome do recomeço.:)

De Fernando Lopes a 15.07.2012 às 12:07

Não é tanto o recomeço que custa, é o pedalar como o hamster, sem sair do sítio.

Abraço

De Ana A. a 15.07.2012 às 15:31

"...e uma similitude com as rodas dos hamsters, em que se pedala como um louco para não chegar a lado nenhum?"

Caro Fernando,

às vezes surpreende-me e enternece-me a sua doce ingenuidade!!

Com a sua idade já "devia" ter assimilado esta dureza da vida: o castigo de Sísifo... Ainda se soubéssemos o para quê?!

Abraço e lembre-se que a insatisfação acompanha sempre o Homem, seja qual for a sua condição.

Ana

De Fernando Lopes a 15.07.2012 às 19:29

Tem razão Ana, sou um bocado ingénuo. Acredito nas pessoas e depois desiludo-me. Mas prometo que vou melhorar o meu cinismo, especialmente nas relações laborais, onde é condição sine qua non para a sobrevivência.

Um abraço gigante,
Fernando

P.S. - Não conhecia o mito de Sísifo. Obrigado pela dica.

De Carlos Azevedo a 16.07.2012 às 00:11

É por isso que já andas a águas com gás?! ;-)

Abraço.

De Fernando Lopes a 16.07.2012 às 01:05

Oh pá do que eu sofro, como a maioria portugueses que ainda têm trabalho, é do síndrome "Gata Borralheira". Lavamos, esfregamos e cozinhamos por uma côdea e ainda somos vistos como privilegiados. Não há Pedras Salgadas que ajudem a este tipo de indigestão. :-)

Abraço!

De Carlos Azevedo a 16.07.2012 às 02:03

Sabes o que diz o ditado: «em terra de cegos (...)».

Brinco, claro. Nesta terra há de tudo -- mas mesmo de tudo!

Abraço e bom regresso ao trabalho!

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...