Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As malas das senhoras

por Fernando Lopes, 26 Jun 12

A entrada do edifício onde trabalho, faz-se através de acesso com um cartão magnético. Na hora de ponta é sempre um momento de alguma confusão. Interessante, é quando à minha frente está uma senhora com uma daquelas malas de mão enormes. Primeiro tentam passar a mala pelo leitor. Nada. Olham para mim com um ar suplicante. Se estou de bom humor abro a porta, caso contrário, faço um ar muito constrangido e digo "Esqueci-me do cartão". Inicia-se então um momento mágico. As queridas colegas começam a tirar para fora tudo o que a bagageira de mão contém. Saem porta chaves com bonecos enormes, aspirinas, brinquedos dos filhos, livros, carteiras de várias formas e feitios, tabaco e um infindável número de utilidades.

Dir-me-ão que é maldade. Não. Os homens têm uma enorme curiosidade sobre o porquê de as senhoras carregarem meio mundo numa mala de mão. Dois terços daquelas coisas terão utilidade uma vez na vida. Mas carregam-nas. Perdoar-me-ão as freguesas do estaminé que já passaram por situações confrangedoras por causa de energúmenos como eu. Mas existem poucas coisas mais divertidas que um número de magia deste calibre, executado mesmo à frente dos meus olhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

10 comentários

De Alice Alfazema a 06.07.2012 às 21:02

É uma questão de tranquilidade, como pode uma mulher estar tranquila, por exemplo, se não tiver lenços de papel, há sempre imprevistos, as canetas são outros elementos que fazem falta e no caso de uma falhar há que ter duas, pelo menos. Uma mãe pode sentir que está a decepcionar o filho se ele lhe pedir uma aspirina, um brinquedo, uma folha de papel para escrever ou desenhar, uma toalhita, e ela não tenha tais coisas - mais vale carregar peso do que ter peso na consciência. Eu não sei viver sem este peso, que me tranquiliza profundamente e ainda acrescento um livro, porque nunca se sabe quando é que tenho algum imprevisto que me faça ficar sem ter nada que fazer. :)

De Fernando Lopes a 06.07.2012 às 22:37

Alice,

Acaba de confirmar as minhas suspeitas. Em caso de acidente nuclear, as malas das senhoras são quase um kit de sobrevivência. Bem hajam as mulheres, o que seria de nós sem uma senhora ao nosso lado?


abraço

De Anónimo a 06.07.2012 às 22:26

Maldade? Não me parece! Será apenas mera curiosidade. Nunca se sabe o que pode "saltar" dessas malas... mágicas, não é?
Mas, curiosamente ou não, são também essas malas que dão muito jeito aos respectivos namorados, amantes, companheiros ou maridos para guardar ( temporariamente, claro)a carteira, as chaves, os telemóveis ( sim, sim, plural)etc.

Abençoadas malas!

Daniela

De Fernando Lopes a 06.07.2012 às 22:40

Daniela,

Eu pecador me confesso. Também sou dos protesta "não carregues esse peso que te faz mal. Já agora posso por aí os cigarros e o telemóvel?" Idiossincrasias masculinas, que certamente compreenderá e perdoará.

abraço

De Anónimo a 07.07.2012 às 08:30

Fernando,

Não há nada que perdoar. São as incongruências masculinas aliadas às femininas que tornam este mundo emocionante, divertido, e por vezes, com momentos de alguma loucura ( sempre saudável) à mistura.

Daniela

De Fernando Lopes a 07.07.2012 às 09:40

Sábias palavras.

De Cláudia Neto a 20.07.2012 às 22:32

Fernando,

Sou fraquinha confessa, força não é mesmo o meu forte! Vai daí que aprendi, já lá vão alguns aninhos, que a dita cuja funciona com muita eficácia como arma de arremesso. Bem ditos objectos incomuns!!!

De Fernando Lopes a 20.07.2012 às 23:46

Claúdia,

Como arma de arremesso, deve ser terrível. Já percebi porque é que as velhinhas atacam os ladrões com as malas! ;-)

P.S. - Ele há coincidências do caraças, uma grande amiga minha de juventude e que trabalhou comigo também se chama Cláudia Neto.

De Cláudia Neto a 21.07.2012 às 15:03

hehehehe

Euzinha meu querido Amigo! ;)))
"Apanhado" na rede .... ;)))
E esse momento retalato, data dessa altura ;)))

Jokas Grandes!

De Fernando Lopes a 21.07.2012 às 19:33

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback