Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mantra

por Fernando Lopes, 17 Mai 12

"Portugal não é a Grécia."

"Portugal não é a Grécia."

"Portugal não é a Grécia."

 

Repetir até que os brokers acreditem. Vêm isto a propósito da ideia peregrina de Rui Moreira, que, após a saída da Grécia do euro, a Alemanha poderia criar uma firewall para proteger os países intervencionados. Esquece-se RM que os mercados saltam barreiras mais rápido que Carl Lewis e da última firewall de Berlim, de má memória.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De O Abominável Careca a 17.05.2012 às 12:47

E novamente,

Hoje a dar uma olhadela nas gordas dos diários de referência não pude deixar de reparar na primeira página do jornal I de hoje que trás uma notícia sobre a DECO que aconselha todos os consumidores com poupanças relevantes a abandonarem os seus investimentos no euro e resguardarem os mesmos aplicando-os em dólares, libras, etc...!
É preciso dizer mais alguma coisa ou ainda há dúvidas?!

Abraços deste euro-céptico incorrigível!!!

De Fernando Lopes a 17.05.2012 às 13:22

Também li. O próximo conselho da DECO será o bom, velho colchão. Ou como uma Associação de Consumidores não deveria gerar pânico desnecessário...

De Margarida Alegria a 17.05.2012 às 19:23

Isto está a ficar "lindo"...
Já nem há palavras para comentar tanta desgraça.
Por agora ando às voltas com novos cartoons sobre a ideia "criativa" e "incentivadora" do Des... hã... do Emprego e da produtividade: a abolição dos feriados, algo de fundamental para o "púgresso" do país!
http://margarida-alegria.blogspot.pt/2012/05/dois-cartoons-feriados-2-e-3-de-4-pu-ke.html
Com desgovernantes destes mais valia deixar o país em auto-gestão, quase como esteve a Bélgica, quase dois anos, durante os quais... melhorou a sua economia. Até ter de novo um governo e estar agora também em recessão. :(
Abraço

De Fernando Lopes a 17.05.2012 às 20:29

Não sou economista, mas a questão da saída da Grécia do euro nem se devia colocar. Lagarde anda a "cenarizar". Compreendo que como académica o faça, mas nunca o deveria tornar público. Entre ontem e hoje milhares de milhões de euros foram perdidos por causa de cenários. O efeito dominó, numa era de globalização é quase inevitável. E também me choca a pressão a que os eleitores gregos estão a ser sujeitos pelo BCE e FMI. A democracia é nas urnas e não nos gabinetes.

Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...