Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Budismo Musculado

por Fernando Lopes, 11 Mai 12

Ontem, entre a chegada a casa e o início do jantar, Óscar, o peixinho dourado, morreu. Para quem já tinha chorado baba e ranho aquando da morte do meu cão Fred, nunca pensei que a morte de um peixe fosse capaz de me transtornar. É ridículo, eu sei, mas sou um tipo estranho. Mataria sem hesitação quem colocasse em perigo a minha família. Tenho ataques de fúria em que seria capaz de desancar num desconhecido por um nada. Pródigo nos afectos e ódios, uma pequena faísca é suficiente para me enraivecer ou deixar macambúzio durante horas. Hoje, no caminho para a escola, a Matilde perguntou:

- Estás triste por causa do peixe?

- Um bocadinho.

Não fui capaz de disfarçar a tristeza ou minimizar a morte de um animal tão insignificante. Vou criar uma nova escola filosófica, o budismo musculado, em que deixamos humedecer os olhos com a morte de um peixe de aquário e, para continuar no mundo aquático, somos capazes de enfiar uma lagosta a um vizinho irritante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De RV a 11.05.2012 às 11:11

Não! Não é nada ridículo!

De Fernando Lopes a 11.05.2012 às 11:43

Obrigado. É sempre reconfortante saber que não estou só nestas idiossincrasias.

Abraço

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...