Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Banca, os novos senhorios de Portugal

por Fernando Lopes, 10 Mai 12

Uma das inevitabilidades da crise é que a banca, com valores de avaliação e hipoteca muito acima do actual valor de mercado, venha a ser, no médio prazo, o novo senhorio de Portugal. As circunstâncias a isso obrigam. Entre ficar inundada de habitações para venda e consequente desvalorização decorrente do excesso de oferta, ou conseguir um valor de renda acima dos juros actualmente recebidos, não restam muito mais soluções. Nos próximos anos a Associação de Proprietários será um banco perto de si.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De O Abominável careca a 10.05.2012 às 15:23

Boas,

Muito rapidamente esta é uma constatação dos novos dias e a cada dia que passa são entregues diariamente 25 casas à banca. Logicamente levantam-se outro tipo de problemas quer de tesouraria quer de crédito malparado, mas com o mal da banca consigo eu dormir tranquilamente...;)
O estado por sua vez sacode a água do capote no que concerne à salvaguarda dos direitos e interesses dos seus contribuintes, quando deveria exigir que o valor das penhoras fosse igual ao preço metro quadrado pelo qual pagámos o respectivo IMI!
E como neste pardeiro soluções dignas e imparciais são aquelas que vemos todos os dias na impreensa escrita, amanhã se verá o que vai ser delineado pelos abutres conhecidos...

Um abraço e viva a "prima-vera" que afinal já deu ares da sua graça!

De Fernando Lopes a 10.05.2012 às 16:00

Existem várias soluções para várias situações. Conforme o montante em dívida, o prazo expectável de amortizaçao e por aí fora. Mas não restam muitas dúvidas que vão ter de ser encontrada soluções equilibradas e interessantes para ambas as partes.

E viva a primavera!

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback