Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

da arrogância germânica

por Fernando Lopes, 5 Mai 12

Agora que a vitória de Hollande é mais do que uma probabilidade, os recados alemães multiplicam-se. Depois de Merkel, Wolfgang Schaeuble comete o pecado capital de ingerência nos assuntos internos de um país soberano. “Sempre disse que todos os governantes eleitos têm de poder ‘salvar a face’, por isso vamos discutir isto de forma amigável, mas não vamos mudar os nossos princípios." Quero crer que Schaeuble não representa o sentimento generalizado do povo alemão. Parece no entanto que a ambição imperial está impressa no código genético dos teutões. Tal como acontece na Grécia, a manter-se esta atitude dos governantes, não tardará a gerar-se pela Europa uma forte germanofobia. Se é que não está já instalada ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De O Abominável Careca a 06.05.2012 às 18:11

Boas Tardes,

No seguimento da visualização a vários blogues de referência e da minha preferência, vejo que as preocupações e o cepticismo face ao novo inquilino no Eliseu e as suas políticas no que concerne ao "cú-lambismo" à Srª.Merkel são uma evidência inegável!
Os tratados estão assinados e aos alemães não seria de todo desejável um voto face na política europeia por eles desenhada, quer pelos franceses ou inclusive pelos gregos, porque no que diz respeito aos últimos nem os próprios sabem no que vai dar...
E em jeito de conclusão tudo ficará como estava, porque se o euro um dia acabar os maiores prejudicados serão sem dúvidas o chamada eixo franco-alemão, isto porque para os "PIGS" pior do que já está sera difícil...

Um abraço e vou ver se sigo as actualidades por essa europa fora...

De Fernando Lopes a 06.05.2012 às 21:07

Não deposito grandes esperanças em Hollande , mas sempre poderá ser um contraponto à politica de austeridade alemã, e ao quero posso e mando germânico. Pior que Sarkozy será difícil.

Abraço,

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback