Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ler.

por Fernando Lopes, 29 Mar 13

Facto é que Trevisan nunca foi homem de modas. Para desespero dos editores, neste tempo de volumes de 700 páginas de muita parra, ele conta as suas histórias com extrema secura e economia, cada frase como que a explodir de tensão, significado e mau prenuncio. Não são histórias para divertir, antes convidam ao recolhimento, à introspecção, e por vezes a um saudável susto.

 

no prefácio escrito por J. Rentes de Carvalho

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

  • Henedina

    Bom ano Fernando. Beijinho

  • Alice Alfazema

    Olá Fernando!Passei para te desejar um Feliz Natal...

  • alexandra g.

    Mexe-te, há um monte de coletes blogueiros à tua e...

subscrever feeds