Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um paneleirote no Kremlin

por Fernando Lopes, 19 Ago 12

 

Correndo o risco de todo o mundo politicamente correcto me renegar, confesso que as marchas do orgulho gay sempre me pareceram uma paneleirice. Os homossexuais meus amigos nunca precisaram de se exibir a sua sexualidade de maneira festiva. São gays e ponto final. Faz tanto sentido uma marcha do orgulho gay, como as dos hetero ou bissexuais. Cada um vive como lhe apetece e ninguém tem nada a ver com isso. O contexo histórico em que a homossexualidade era perseguida e estigmatizada desapareceu, hoje os Harvey Milk dos anos sessenta deixaram de fazer sentido. Permanecem no entanto alguma democracias musculadas como a russa que insistem em fazer desta condição alvo de discriminação. Assim, o país que insiste em fotografar o seu presidente em poses do mais gay que existe, como a que ilustra este post, acaba de proibir as marchas de orgulho gay por 100 anos. Uma "democracia" musculada, com enorme dificuldades em aceitar o que é diferente, até a simples manifestação artística de "pachachas amotinadas". Para não dizer pior, o ocupante do Kremlin não passa de um "paneleirote".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

  • Henedina

    Bom ano Fernando. Beijinho

  • Alice Alfazema

    Olá Fernando!Passei para te desejar um Feliz Natal...

  • alexandra g.

    Mexe-te, há um monte de coletes blogueiros à tua e...

subscrever feeds