Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Já passaram mais de cem dias sobre o início da revolução síria. Finalmente foi permitido o acesso de jornalistas ao país de Bashar al-Assad. Em ambiente controlado, as imagens que chegam via Skynews, são as que o governo permite. Dão-se vivas não muito convictos a al-Assad e afirma-se que a agitação (afinal, ela existe) é obra de estrangeiros e extremistas árabes. Curioso como qualquer ditador árabe merdoso de Khadafi a Mubarak agita o fantasma do extremismo islâmico para convencer os ocidentais e os próprios árabes a aceitarem as suas ditaduras. Num universo paralelo, surgem os vídeos sobre a repressão colocados no youtube. Para encenação juntar 10.000 pessoas numa praça parece desproporcionado. Nem o governo sírio é capaz de tanto. Parece que é nos subúrbios de Damasco que está a semente da revolta. É uma dinastia  corrupta num estertor e espero que o golpe de misericórdia seja breve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Fenix a 26.06.2011 às 16:24

Fernando,

"É uma dinastia corrupta num estertor e espero que o golpe de misericórdia seja breve."

Esperemos que sim.

Contudo, ao estertor desta, seguir-se-ão outras dinastias mais ou menos desumanas até ao "apogeu civilizacional" actual a ditadura das agências de rating.

Ou seja, enquanto houver humanidade vai haver sempre opressores e oprimidos!

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 26.06.2011 às 23:18

Ana,

Não duvido. Mas tudo tem um fim, eventualmente até as agências de rating desaparecerão por autofagia.
Deixe-me ao menos ter essa ilusão!

Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...