Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Profeta

por Fernando Lopes, 12 Nov 11


O Profeta foi a mão executora da reforma agrária, sob as ordens de Carlucci e com o beneplácito do "Partido Socialista". O Profeta é alto, tem barbicha de bode, fala pausadamente. Nasceu em berço de ouro, mas, como todo o jovem, teve momentos de rebeldia algures nos idos de 60. Quando esta lhe podia custar o coiro, gozou uma licença graciosa na Suíça. Aproveitou para se licenciar em Sociologia, ciência social desconhecida no Portugal de Salazar. Sempre teve uma secreta ambição, que, como Pedro o Apóstolo, nega quando perguntado. Lentamente, na voragem que sugou Pacheco Pereira, Zita Seabra, Durão Barros, José Manuel Fernandes e outros, transformou-se na cabeça pensante da direita. Um profeta do ideário em curso. Estado mínimo, taxa máxima.

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Fenix a 12.11.2011 às 21:35

Fernando,

Quando eu era criança também pensava que vivia num país com um governo de unidade nacional, até que não sei muito bem porquê houve um golpe de estado! Será que é isso que ele está a sugerir?!

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 12.11.2011 às 21:54

Ana,

Somos desse tempo. A unidade, o pensamento único, matam a liberdade, a criatividade, a partilha. Mas, não será isso que pretendem? Depois da Grécia, a Itália entregue aos tecnocratas. A morte da política, do debate, das ideias e o triunfo dos porcos?

Abraço,
Fernando

De MManel a 13.11.2011 às 23:13

Alô!

O que eu gostava mesmo de saber e este artista sabe certamente, é quanto foram as indemnizações pagas aos chamados latifundiários quanto as hostes do PCP ocuparam as herdades, quintas e afins...
Este valor que deve ser somado aos montantes pagos aos anteriores donos quando das nacionalizações dos bancos e seguradoras e outras grandes empresas, claro.
Sim,porque afinal os E. Santos, Mellos, Champalimauds e outros que tais nunca deixaram de ser ricos, certo?

Bisoux

De Fernando Lopes a 13.11.2011 às 23:23

Manel,

Quem sabe o negócio das indemnizações? Quem controlou as terras "ocupadas"? Qual o valor por m2? Tudo perguntas a que sou incapaz de responder, com a certeza, como escreves, que há clãs que nunca perdem...

Beijo,

De Alergia a 19.11.2011 às 21:05

No outro dia não o estava a apelidar de revolucionário de "gabinete"/fachada a si...
Desculpe se o que disse então o possa ter levado a intrepretar assim.
Em compensação, se quiser espreitar (e, quem sabe, começar a seguir um novo blogue com pensamento crítico e algum humor, deixo aqui o convite em link:
htttp://margarida-alegria.blogspot.com

Cumprimentos! :)
(comento mesmo a realidade, como vejo que faz aqui. Não são apenas links...

De Fernando Lopes a 19.11.2011 às 21:26

Margarida,

Não sou revolucionário encartado, apenas amador. Mas com 11 anos, no PREC, passei aventuras animadas, na ex-sede do PC em Aníbal Cunha e no RASP. Se passear pelo purgatório, verá que defendo coisas indefensáveis para muitos, como a legitimidade da violência revolucionária. Fica feito o aviso a almas sensíveis. Todos o feedback é bem vindo, porque só a crítica nos ajuda a melhorar. Terei todo o prazer em visitá-la.

Abraço,
Fernando Lopes

P.S. - Agora lembrei-me ... Democrato, certo?

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...