Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Com amigos destes ...

por Fernando Lopes, 18 Abr 11

Com amigos destes, precisamos de inimigos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

18 comentários

De M Manel a 18.04.2011 às 13:44

Alô!

Gosto destas tuas radiografias!

Mas o que era mesmo bom era não precisar da ajuda alheia, porque lamentavelmente eles têm razão.

O problema é quem não sabe governar a própria casa e isto infelizmente é prato do dia, desde as empresas até ao consumidor compulsivo...

Bj

De Fernando Lopes a 18.04.2011 às 14:02

Manel,

O que me parece é que estes gajos não perceberam que está tudo ligado. Quando o presidente do FMI, diz entendam-se [União Europeia] antes que vá tudo por água abaixo, não podia ser mais claro.
E duvido que Strauss-Kahn esteja a fazer bluff. Já chega de autoflagelação. Os portugueses não são piores do que os finlandeses, nem melhores do que ninguém.


Abraço,
Fernando

De M Manel a 18.04.2011 às 19:24

Zé:

(para mim não és Fernando, lamento muito :-), não concordo.

Não é uma questão de auto-flagelação é mesmo uma questão de desgoverno.

Quem gasta mais do que tem ou pode vir a ter, mais tarde ou mais cedo está tramado.

E note-se que nos anos 70 e 80 não precisámos de estar na União Europeia para nos estendermos ao cumprido...

Para mim, o problema já vem de muito longe e não é por ser portuguesa que tenho de achar bem a má governação crónica, que sempre pede a outros para lhe arrumarem a casa.


Desde o dinheiro da Índia e das colónias que nos habituamos a ver entrar dinheiro que não é fruto da produção nacional.

O português, na sua maioria, só se mata a trabalhar se emigrar.

Aí, vale tudo, até limpar sanitas.

Cá dentro, o outro que vem atrás que feche a porta...

De M Manel a 18.04.2011 às 19:25

P.S

Eram radiografias literalmente, tipo a cabeça do Homer Simpson que usaste para te definir :-)

De Fernando Lopes a 18.04.2011 às 20:41

Manel,

Já te questionaste porque é que os portugueses são bons trabalhadores fora de Portugal e maus em casa?
Não terá a ver com a velho esquema da recompensa? Não seremos mal motivados,mal aproveitados e mal remunerados além de mal geridos em solo pátrio?
É que se alguém andou a comer trufas e caviar este anos todos, não fui eu de certeza absoluta.

Abraço,

De Fenix a 18.04.2011 às 21:06

Fernando,

Concordo com o comentário de M. Manel, quanto à forma de os governantes tratarem da nossa economia desde os tempos do ouro do Brasil, e concordo consigo com as motivações dos portugueses para darem o seu melhor!

Ou seja, vamos sempre bater na mesma tecla: a má governação que nunca passa pela criação de riqueza.

Abraço
Ana

De M Manel a 18.04.2011 às 21:25

Trufas e caviar - eu também não e orgulho-me disso!

È óbvio que a Europa está cansada de meter aqui dinheiro e não ver resultados de crescimento económico, como tu também estarias se o dinheiro saísse do teu bolso.

A entrada dos fundos comunitários resultou ao contrário do que era suposto:
montanhas de arrivistas e encostados ao dinheiro fácil, projetos fatujos e sem futuro, para alimentarem economistas e engenheiros ao longo de 20 anos.

Mão de obra que se desemprega para frequentar cursos remunerados, gabinetes de formação para sugar o FSE, toda a panóplia de encostados
(que vão ter um lindo enterro em 2013, quando se acabar o quadro económico de apoio.)

O FMI entra mais de manso, porque não tem cá nada enterrado, e o que sacar vai ter sempre desculpa...

Mas quanto a injeções de dinheiro comunitário perdido, o BPN vai ser a cereja no topo do bolo, quando se souber algo mais dos subsídios agrícolas que transitaram para lá ;-)

Aguarda só...


Xi

De Fernando Lopes a 18.04.2011 às 21:53

Ana,

Só posso dizer, completamente de acordo. Mas não passa certamente por acharmos que vivemos cheios de luxo ou que somos piores do que os alemães ou finlandeses. Eu cá não me acho ...

Abraço,
Fernando

De Fernando Lopes a 18.04.2011 às 22:02

Manel,

A Europa não nos fez favor nenhum. Pagou barato para que abdicássemos das pescas em favor dos espanhóis, da agricultura em favor dos franceses e alemães, da têxtil em favor dos chineses. E pagou pouco e mal!!!!
Existiram vigarices só em Portugal?
Queres que te mande um link sobre as fraudes espanholas?
Recuso-me a aceitar que sejamos piores do que os outros. Como país pobre, hipotecamos o nosso futuro pelo CCB, TGV, Expo autoestradas e merdas que tais. Não lhes devemos nada, porque o que nos deram, já facturaram em dobro. Olha os submarinos, a maquinaria pesada etc.
Foi subsidiação em proveito do subsidiador, não do subsidiado.
E para me convenceres do contrário terias de apresentar provas irrefutáveis. OK? :)

Abraço,
Fernando aka Zé

De M Manel a 18.04.2011 às 23:06

Pois é, F aka Zé, já agora eu não falava propriamente de fraudes, mas de trocar o longo pelo curto prazo, preferir o dourado ao ouro, se me faço entender.
E se alinhamos nos maus negócios que referiste, foi porque alguém individualmente se safou em grande e porque os organismos controladores pouco foram ao terreno, preferindo sempre a secretária ou o bólido de destaque.

Quanto a essa determinação de que somos nem melhor nem pior, não fará parte de uma certo conformismo ou fado?
Não há visão nem ambição para o futuro, de um modo geral.
Vai-se andando com a cabeça entre as orelhas, vivendo o dia a dia, como se não fosse lícito pretender um lugar ao sol.

Apesar de tudo, merecemos mais do que isto, mais do que tábuas de salvação e de reprimendas.

Os espanhóis também roubam e aldrabam? E os italianos?

Não me consola.
Gostava que fossemos um exemplo pela positiva, não farinha do mesmo saco.

Comentar post

Pág. 1/2

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...