Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

"Odisseia Amanhecer"

por Fernando Lopes, 20 Mar 11

 

Forças ocidentais começaram a bombardear a Líbia, para proteger os civis de Khadafi. É certo que algo tinha de ser feito. Terrível será o Day After. Como todos sabemos, a coligação está tão interessada na defesa do povo líbio, como os portugueses na preservação de Sócrates. As circunstâncias levaram a esta associação improvável que dá pelo nome de "Odisseia Amanhecer". A ver se estão verdadeiramente interessados na democracia ou no controle do petróleo líbio. Por uma vez, esperemos que os valores humanos se sobreponham aos interesses das multinacionais. Só por esta vez.

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Fenix a 20.03.2011 às 20:16

Fernando,


Concordo consigo, embora já saibamos que aqui se juntou o "útil ao agradável"...

Só não entendo porque que é que a ONU não lança também um ultimato ao Iémen e ao Bahrein ?!


Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 20.03.2011 às 21:16

Ana,

Á hora que escrevo Khadafi, já propôs uma cessar-fogo unilateral. Daí a cair pode ser uma eternidade. Esperemos que não resista tanto como Saddam Hussein.
E Ana, quanto maior for o potencial petrolífero, menor será a intervenção da ONU. Na minha humilde opinião esta intervenção na Líbia só aconteceu porque a sua produção é insignificante. Não imagino a ONU a intervir na Arábia Saudita. Mandam as leis do ouro negro.

Abraço,
Fernando

De Maria Manuel a 20.03.2011 às 23:36

Líbia:

Sempre achei Khadafi e o seu regime uma treta; um feudo nepotista como tantos em África,e este mesmo ao virar da esquina, muito mais visível, a banhar-se no Mediterrâneo.

Tempos houve em que quem passasse uns dias na Líbia era logo "carimbado" pelo SIS e seguido nas suas actividades durante
algum tempo. Podia fosse ter tido treino terrorista (e se calhar até sim) e pertencesse às FP 25 de Abril...

Mas tudo é muito lindo, muito interessante. Contudo caiu no caldeirão da geleia corrosiva em que vivemos, em que a memória, o
bom senso e a honra se fundiram na amálgama nojenta em que nadamos.

Explique-me agora, alguém se souber, o que mudou no último mês na Líbia para que os amigalhaços que tanto enalteciam os
negócios e possibilidades de exportação considerem que agora o que convém é bombardear e obrigar A. Khadaffi e família a
tomarem outro rumo... O homem não é o mesmo? O interesse comercial não é o mesmo?

Cambada de facínoras com duas caras, seguidistas e oportunistas, aproveitaram o combóio dos nacionais revoltados, esses sim,
com direito a falar! Agora vão pôr outros fantoches sem vontade própria, mais convenientes a gerir o petróleo da região, certo?

E Obama? O que tem de diferente também do antecessor? Não optar por tropas terrestres e mandar só a USAF
para não ter baixas ?

Há alturas em que lamento pertencer à raça humana. Posso ser uma Na'vi?

De Fernando Lopes a 21.03.2011 às 19:14

Mané,

Nada mudou. Aliás mudou de um regime repressivo para um regime que extermina o seu próprio povo. Para quem consciência política nada de substancial mudou, a não ser o numero de mortos pelo regime.
Para os que vendem a dívida e alma, de Londres a Lisboa, mudaram as circunstâncias. Mas algo tinha de ser feito. Quanto à intervenção não ser por via terrestre, faz parte da resolução da ONU. Dentro do politicamente correcto, não há invasão, apenas "defesa" do povo líbio.
Malgré tout, melhor do que ficar quieto e silencioso.

Abraço,
Fernando

De O abominável careca a 21.03.2011 às 20:01

Caro Zé,
Infelizmente é óbvio que se na Líbia além de areia existem variadas propriedades de culturas extensivas tipo girasol, tomate, couves ou até tomates todo o arsenal logistico e bélico usado para "defender" os Líbios do seu ditadorzeco, nunca teria sido usado porque simplesmente não teria nenhum interesse estar a dispender de tempo e dólares!
Gostei de apreciar o silêncio Italiano e a desfaçatez Portuguesa em relação à libertação do povo Líbio.
Porque é que estes gajos não se lembraram há 20 anos atrás de desenvolver viaturas movidas a hidrógenio para desse modo acabar e dependência mundial dos combustíveis fósseis? Porque simplesmente não interessa desde os que os extraem até aos que produzem veículos (Seja na Europa ou EUA)
Soluções a curto prazo? Não vejo nenhuma!!!!
Um abraço

De Fernando Lopes a 21.03.2011 às 21:00

Pedro,

São os superiores interesses do petróleo. Afinal as companhias petrolíferas devem esfolar os clientes, ou não? ;-)

Abraço,

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...