Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Como ateu, procuro ter um posicionamento equidistante das religiões. Nenhuma é conhecida pelo seu sentido de humor. Os muçulmanos são, no entanto,  particularmente sensíveis às brincadeiras com os seus símbolos religiosos ou culturais. Em 2005 o jornal dinamarquês Jyllands-Posten publicou um série de cartoons sobre Maomé que causaram imensa polémica no mundo árabe. Agora com Mickey o caso tem outras implicações. Naguib Sawiris, um empresário copta do Egipto, publicou no seu Twitter, um cartoon com Mickey e Minnie com vestes tradicionais islâmicas. Sawiris é proprietário do jornal "al-Ahram" e de uma companhia de telefones móveis. Logo surgiram os incentivos ao boicote às suas empresas. Depois temos as implicações políticas. O empresário é um dos fundadores do Partido dos Egípcios Livres e o cartoon já havia circulado como piada relativamente à possível tomada de poder pela Irmandade Muçulmana com a frase "este é o futuro do Egipto". Sinceramente a última coisa com que os muçulmanos se deviam preocupar era com a imagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Fenix a 29.06.2011 às 21:59

Pois é Fernando, são as fragilidades de qualquer fundamentalista, e ainda para agravar com símbolos do imperialismo americano...

O Vaticano também lidou mal com os preservativos, mas enfim, não sei é o que pretendem os que querem exacerbar os ânimos dos visados. Pretenderão com isso modificar-lhes as mentalidades?! Não creio.

Estas quezílias ultrapassam a minha mente simples.

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 29.06.2011 às 23:01

Ana, eu também sou uma mente simples. Respeitando as religiões, os muçulmanos deviam preocupar-se com a democratização, os direitos das mulheres e outros problemas mais significativos do que as imagens do Mickey em jilaba.
Mas a religião é o anestesiante (Quem é que lhe chamou ópio ;)?) de muitas sociedades para os seus verdadeiros e mais profundos problemas.

Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...