Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A democracia é fodida!

por Fernando Lopes, 6 Mar 11


A democracia é fodida. Obriga-nos a aturar maiorias que sabemos estarem erradas. Ainda hoje tenho cólicas agudas, quando me lembro do vencedor do concurso "Os Grandes Portugueses". Salazar foi  o vencedor. Não concordo, acho que se trata de um saudosismo estúpido, protagonizado por aqueles que, se não fosse o 25 de Abril e o estado social estariam a comer merda. É que as reformas para todos, mesmo os que nunca contribuíram para a Segurança Social, foram instituídas pós 25 de Abril. Antes disso, só recebia quem tivesse descontado. Não existiam pensões de sobrevivência, em que gerontes mal agradecidos, se dispunham a gastar 60 cêntimos mais IVA, para votar em Salazar. Na minha terra chama-se a isto "cuspir na mão que nos dá de comer".

Agora, soube que os "Homens da Luta" venceram o festival e provocaram indignações várias. Não valorizo vitórias de comediantes em festivais esconsos, mas como já disse aqui no purgatório, o humor também é uma forma de resistência. Os "Homens da Luta" ganharam graças ao voto popular. É a democracia, não pode ser boa só quando concordamos com o vencedor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

8 comentários

De O abominável careca a 06.03.2011 às 21:55

Caro Zé,
Quanto à vitória inquestionável dos "Homens da Luta" no festival da canção só me dá para rir! Que raio de significado tem a letra da canção e a melodia respectiva para quem não está por dentro das realidaes do panorama português? E em sintonia com o apregoado, bem lhes ficava se não aceitássem os 15.000 euros em causa e se tivéssem a marimbar para a participação no concurso! Aí sim eu estaria a 100% com os "Homens da Luta"!!!
Um abraço

De Fenix a 06.03.2011 às 21:58

Fernando,

Eis outra coisa que me põe deprimida - o festival da canção!

;)

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 06.03.2011 às 22:15

Pedro,

Quando digo festival esconso, isto significa que nem sabia do facto antes de chegar ao Porto.
Como é um festival ranhoso, tanto se me dá. Pelo menos os camones podem ouvir o Falâncio e o seu Cri-cri-cri-cri-cri, reacção!.

Abraço,
Fernando

De Fernando Lopes a 06.03.2011 às 22:19

Ana,

Eu também não sou dado a festivais.
Prefiro o festival do escanção.
Já a Ana, que parece não é dada aos prazeres de Baco, nem esse festival frequentará. ;)

Grande abraço,
Fernando

De Fenix a 07.03.2011 às 20:17

Fernando

Sem ser perita, aprecio um bom vinho!
E como filha de um trabalhador das Caves Gonzalez Byass (anos 60), também sou fã do n/ Vinho do Porto. E apesar de detestar os excessos, acho muito insípida uma vida sem esse prazer... e nunca tive o privilégio de frequentar um festival de escanção. :(

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 07.03.2011 às 20:29

Ana,

Ainda bem que não está do lado dos abstémios. Eu cá também não sou grande especialista em vinhos. Também não frequentei festivais de provadores e afins, até porque não tenho o palato preparado, e acho de um pedantismo a toda a prova aqueles rituais. É bom, bebe-se e com poucas fitas!!

Abraço,
Fernando

De Dalaila a 10.03.2011 às 11:51

tens razão! mas não cordado nada com estas qcoisas de ser o povo a votar, normalmente dá raia.... em tudo.... porque o nosso povo, nós semos assim....

De Fernando Lopes a 10.03.2011 às 13:13

Lila,

Não sei se é raia. Pelo menos resta-nos uma consolação. Deve ser um número e uma letra pouco habituais. Circense ou não tem a sua piada.

Beijo,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...